Transformam personagens, criam outras. Trabalham com materiais como o gesso ou a silicone. Estão por detrás de ícones do cinema. Pode-se dizer que são aqueles que reproduzem os sonhos dos realizadores em frente às câmaras. Falamos dos especialistas em efeitos especiais, dois deles estiveram esta semana no Porto para um workshop no Fantasporto.

O «pré-Fantas» ficou marcado pela presença de
Colin e
Sarah Arthur, profissionais de longa data em efeitos especiais. Se hoje em dia associa-se o meio ao computador e às novas tecnologias, quando
Colin Arthur participou no célebre filme de
Stanley Kubrick
«2001: Odisseia no Espaço» (1968) a maioria dos efeitos especiais era literalmente construída por estes especialistas.

Numa masterclass de dois dias, o casal tentou transmitir um pouco da sua experiência de décadas no cinema ao público constituído, maioritariamente, por profissionais e estudantes das áreas da produção, realização, maquilhagem e escultura.

Além de mostrar exemplos concretos de como criar uma máscara ou maquilhar uma personagem, o workshop passou também por reflectir sobre o papel do profissional de efeitos especiais dentro da equipa cinematográfica. «Todos têm expectativas quanto ao resultado final do trabalho», notaram Colin e Sarah Arthur.

Depois de quatro dias em fase de aquecimento, o Fantasporto começa oficialmente nesta sexta-feira com a estreia europeia do filme
«Solomon Kane», do realizador
Michael J. Bassett e do produtor Samuel Hadida, um dos homenageados desta edição. A festa de abertura está marcada para às 20h30 no Grande Auditório do Teatro Rivoli.

O ciclo «Robótica e Cinema» foi outra actividade da primeira semana do Festival Internacional de Cinema do Porto.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.