O sucesso de "Bohemian Rhapsody" e "Rocketman" vai inspirar outro filme sobre a vida de um músico: Ozzy Osbourne, o vocalista dos Black Sabbath.

Mas a família promete que será um filme realista e para adultos... ao contrário da versão sobre os Queen que chegou ao cinema.

O filho do músico confirmou à Rolling Stone que o projeto está numa fase "muito, muito inicial", mas em desenvolvimento ativo em Hollywood. A história deverá ir de 1979 a 1996 e já foi contratado um argumentista.

O próprio Ozzy Osbourne, que revelou no início do ano que sofre de doença de Parkinson, acrescentou: "Pelo que percebo, será sobre Sharon e eu e a nossa relação. Sobre como nos conhecemos, apaixonámos e casámos. Ela é a minha outra metade. Ela cresceu muito comigo e eu com ela. Acabámos de festejar recentemente 38 anos de casamento".

Sharon Osbourne garante que o filme será diferente dos outros sucessos do género lançados pelos estúdios de Hollywood: "Não existe história igual. Não é tipo 'rock & roll, maluquices e agora sou um avô'. É muito mais do que isso".

A expectativa é "que seja uma história com que toda a gente se consiga identificar. Não se precisa ser fã da música, porque é uma história de um sobrevivente", reforçou aquela que, além de esposa do músico, também é a sua empresária e se tornou uma figura mediática por mérito próprio desde um "reality" show da MTV sobre a aparente vida conjugal estável em Los Angeles entre 2002 e 2005.

Fazendo uma comparação direta com "Bohemian Rhapsody", Sharon Osbourne também disse esperar que o resultado seja muito mais corajoso.

"Percebo o que os levou a fazerem aquilo, porque era para uma geração mais jovem. Estava completamente limpo. Foi, ‘Estas canções vão viver para sempre’ e levou toda uma geração para a música dos Queen que nunca a tinha ouvido antes. Portanto, com isso foi fenomenal. Mas acho que não foi um grande filme. Eles alteraram a ordem cronológica da história e tudo nela. Foi por isso que ficou tipo 'agradável e o tornou um filme Hallmark [uma referência ao canal americano conhecido pelos seus telefilmes de natal e de final feliz, criticados por serem tão viciantes como artificiais].

Embora espere que o filme vá conquistar novos fãs para o "príncipe da trevas", Sharon Osbourne diz que a abordagem será diferente de "Bohemian Rhapsody".

"O nosso filme será muito mais realista. Não queremos que seja estridente, limpinho e tudo isso. Não estamos a fazer isto para crianças. É um filme adulto para adultos", concluiu.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.