O veredito chegou: George Lucas gostou de "Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi".

Em geral, o filme está a ter grandes reações dos críticos, mas também parece ter passado no crivo do criador da saga, que não tem qualquer controlo criativo na nova trilogia.

Uma porta-voz disse ao Heat Vision que Lucas achou que estava "feito de forma bonita" ["beautifully made"].

"E foi elogioso ao falar com o realizador Rian Johnson após o visionamento", acrescentou.

O tom "diplomaticamente cortês" mas desapaixonado dos elogios faz parte da personalidade de George Lucas, mas representam um contraste em relação à opinião que manifestou sobre "O Despertar da Força", de J.J. Abrams.

Há dois anos, ele descreveu-o criticamente como um "filme retro", numa referência implícita à proximidade temática que tinha com o original "A Guerra das Estrelas" (o Episódio IV), de 1977 e da sua autoria.

George Lucas vendeu os direitos da saga à Disney em 2012 e optou por um tom de distanciamento quando a Disney decidiu não aproveitar as suas ideias para a nova trilogia.

A única exceção foi incendiária, quando numa entrevista em dezembro de 2015 disse ter vendido a saga a "esclavagistas brancos", uma analogia pela qual pediu desculpa por ser "muito inapropriada".

"Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi" estreia esta semana.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.