Nos últimos três anos, Jennifer Lawrence ficou noiva, casou e está à espera do primeiro filho, em contraste com a pausa que fez na sua carreira e um afastamento da vida pública.

Apesar de ter sido a protagonista de "A Agente Vermelha" (2018) e feito uma breve participação para "X-Men: Fénix Negra" (2019), na prática a atriz de 31 anos não rodou qualquer filme entre o outono de 2017 e novembro de 2020, quando começou a trabalhar na sátira "Não Olhem Para Cima", que irá chegar aos cinemas portugueses a 8 de dezembro, antes do lançamento na véspera de Natal na Netflix.

A atriz não parava desde que a revelação com "Despojos de Inverno" em 2010: "Guia para um Final Feliz" em 2012, com o qual ganhou o Óscar, foi um dos 18 filmes que fez em sete anos, um balanço que inclui vários títulos das sagas "Hunger Games" e "X-Men" e fez dela a atriz mais bem paga de Hollywood.

“Não estava a extrair a qualidade que deveria", explicou à revista Vanity Fair sobre o período que antecedeu a pausa na sua carreira e incluiu filmes que foram desilusões de bilheteira e dividiram os críticos ("Passageiros", "Mãe!", "A Agente Vermelha" e "X-Men: Fénix Negra").

"Acho que toda a gente ficou enjoada de mim. Eu fiquei enjoada de mim. Tinha chegada a um ponto em que não conseguia fazer nada como deve ser. Se andasse na passadeira vermelha, era 'Por que é que ela não correu?'", reforçou.

A atriz também refletiu sobre o impacto que teve a necessidade de querer agradar às pessoas durante a maior parte da sua vida.

"Trabalhar fez-me sentir que ninguém se podia zangar comigo. 'Ok, disse que sim, vamos fazê-lo. Ninguém fica zangado'. E depois senti que tinha chegado a um ponto em que as pessoas não estavam satisfeitas apenas com a minha existência. Portanto, de certa forma isso fez-me deixar de pensar que o trabalho ou a tua carreira te podem trazer qualquer tipo de paz para a tua alma", explicou.

Justine Polsky, uma amiga de muitos anos e sócia na sua produtora, foi ainda mais clara à revista: "O protocolo de ser uma estrela começou a matar o seu espírito criativo, a estragar a sua bússola. Portanto, ela desapareceu, o que provavelmente foi a forma mais responsável de proteger os seus dons. E sanidade".

VEJA O TRAILER DE "NÃO OLHES PARA CIMA".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.