Nada menos que 1.012 milhões de dólares (cerca de 796 milhões de euros) é a receita bruta que
«Toy Story 3» atingiu nas bilheteiras de todo o mundo no último domingo, 29 de Agosto. O filme, que já destronara
«Shrek 2» do posto de película animada com valores mais altos de box-office, torna-se assim a primeira fita em animação a ultrapassar a marca dos mil milhões de dólares em receitas mundiais.

«Toy Story 3» torna-se também o sétimo filme a ultrapassar os mil milhões de dólares em receitas brutas e, tendo já ultrapassado os 1.001 milhões de
«O Cavaleiro das Trevas», tem apenas seis filmes à frente no box-office mundial:
«Alice no País das Maravilhas» (1.025 milhões),
«Piratas das Caraíbas: O Cofre do Homem Morto» (1.066 milhões),
«O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei» (1.119 milhões),
«Titanic» (1.843 milhões) e o actual grande campeão,
«Avatar» (2.751 milhões).

Apesar de tudo, há que ter em conta que o preço mais elevado dos bilhetes para os filmes de projecção a três dimensões faz com que os valores nem sempre traduzam o número de espectadores que efectivamente foram ver o filme. Segundo o site Boxoffice Mojo,
«Shrek 2»,
«À Procura de Nemo» e
«O Rei Leão» ainda estão à frente em termos de bilhetes adquiridos, só para falar em obras animadas relativamente recentes. De qualquer forma,
«Toy Story 3» ainda está longe de terminar o seu percurso pelas salas e fechar as contas, e, sendo que 60% do seu valor de bilheteira está a ser obtido fora dos EUA, onde o filme estreou depois, a película ainda tem muito caminho a percorrer.

O sucesso de
«Toy Story 3» marca também a primeira vez que um estúdio consegue ter dois filmes a ultrapassar os mil milhões de dólares em receitas mundiais em apenas um ano, já que a Disney, que produziu o filme através da Pixar, lançara em Março
«Alice no País das Maravilhas», de
Tim Burton, que conseguira também atingir essa marca.

Rich Ross, um dos dirigentes dos Walt Disney Studios, disse em comunicado de imprensa que «tem sido um ano incrível este em que vimos a equipa da Pixar devolver Buzz e Woody ao grande ecrã e vimos a visão de
Tim Burton para
«Alice no País das Maravilhas» tomar o mundo de assalto. Estes triunfos nas bilheteiras provam que narrativas criativas trazidas à vida por profissionais imaginativos, talentosos e inspirados são algo que as audiências de todo o mundo respondem».

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.