"Um Príncipe em Nova Iorque" é uma das comédias mais populares da década de 1980 de Eddie Murphy e foi preciso esperar 32 anos pela sequela... até que uma pandemia alterou os planos: "2 Príncipes em Nova Iorque" já não vai estrear nos cinemas e será lançado em streaming pela Amazon.

Segundo a imprensa especializada norte-americana, o acordo entre o estúdio Paramount e a Amazon é milionário: 125 milhões de dólares.

A data de estreia que estava anunciada: 18 de dezembro.

Apesar de os cinemas terem reaberto em muitos países, a crise mantém-se grave nos EUA, com as salas fechadas em Los Angeles, Nova Iorque e São Francisco, que representam 25% das receitas.

Com este panorama, os estúdios de cinema têm adiado as estreias dos grandes filmes ou procuram alternativas em streaming para obterem receitas e não ficarem com os investimentos parados.

A Paramount já tinha vendido à Netflix "Os 7 de Chicago" por 56 milhões, de Aaron Sorkin, considerado um candidato aos Óscares.

Realizado por John Landis em 1988, “Um Príncipe em Nova Iorque” tinha Eddie Murphy no papel de Akeem, o príncipe de uma rica nação africana, Zamunda, que viajava para os EUA para encontrar uma noiva, e que para tal se disfarça de funcionário de um restaurante de “fast-food”.

A sequela junta todo o elenco original, incluindo Arsenio Hall como o melhor amigo do príncipe e James Earl Jones como o pai e o rei de Zamunda.

Na nova história, Akeem, prestes a tornar-se rei, descobre que tem uma filha que nunca conheceu que vive em Queens chamada Lavelle. A sua missão, de acordo com os desejos do pai, será a de regressar à América para preparar a sua filha para se tornar a nova princesa.

Realizado por Craig Brewer, no elenco de "2 Príncipes em Nova Iorque" estão ainda Wesley Snipes, o rapper Rick Ross e Leslie Jones.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.