Com a exibição de «Invencível», de Angelina Jolie, à comunicação social no domingo e segunda-feira nas duas costas dos EUA, Hollywood apresenta a última grande produção de Hollywood que tem ambições claras para a temporada de prémios de cinema que agora se inicia e terminará na noite dos Óscares a 22 de fevereiro de 2015.

Ao longo desta semana vão ser anunciadas as primeiras escolhas das associações de críticos e outras organizações para os melhores filmes e atores de 2014.

Num mercado muito competitivo, este é o tempo para as equipas de marketing dos estúdios fazerem tudo para chamar a atenção do público, mas também dos votantes da Academia, para os seus títulos.

Já é possível formar alguns consensos e ao longo desta semana, o SAPO Cinema irá apresentar os nomes e filmes que certamente serão mais ouvidos nas próximas semanas: os incontornáveis, as hipóteses e as esperanças.


As atrizes secundárias

Afirmar que as escolhas escasseiam entre as atrizes quando comparadas com as dos atores é quase redundante pois é uma queixa de todos os anos. No entanto, a situação parece ainda pior em 2014: muitos dos melhores filmes contam histórias de homens, acabando as personagens femininas, secundárias ou protagonistas, por lhes servir de apoio.

Por essa razão, as candidaturas são variadas, mas, ao contrário do que costuma acontecer, poucas atrizes parecem ter a nomeação para os Óscares garantida. E ainda existem algumas com hipóteses mesmo que os filmes não tenham sido tão bem recebidos, simplesmente porque as histórias se centram nelas.

Entre as atrizes secundárias, a única nomeação considerada «garantida» parece ser a de Patricia Arquette por «Boyhood: Momentos de Uma Vida», tanto mais que muitos analistas pensam que será mesmo a vencedora. A partir daí surgem várias hipóteses, lideradas por Emma Stone e a incontornável Meryl Streep...