Amigos e colegas de Halyna Hutchins juntaram-se no domingo à noite em Burbank, perto de Los Angeles, para uma vigília em homenagem à diretora de fotografia que morreu ao ser atingida por um tiro de uma arma cenográfica usada pelo ator Alec Baldwin durante uma rodagem.

A tristeza e a revolta dominaram a cidade vizinha de Los Angeles e sede de muitos estúdios de cinema e televisão. Os participantes questionavam como foi possível acontecer a tragédia.

"Tive o prazer de trabalhar com Halyna", afirmou a atriz Sharol Leal. "Era uma mulher maravilhosa, estamos muito chocados", acrescentou.

Halyna Hutchins morreu ao ser atingida por um tiro no abdómen na quinta-feira passada, quando Baldwin usou uma arma cenográfica nas filmagens do 'western' "Rust", segundo o relatório preliminar da investigação.

Alec Baldwin reage a acidente que matou diretora de fotografia: "Não há palavras para expressar o meu choque"
Alec Baldwin reage a acidente que matou diretora de fotografia: "Não há palavras para expressar o meu choque"
Ver artigo

O realizador do filme, Joel Souza, de 48 anos, que estava atrás de Halyna enquanto preparava um plano, foi ferido, hospitalizado e já recebeu alta.

A tragédia provocou um aumento nos pedidos para proibir o uso de armas de fogo reais nos sets de Hollywood.

No domingo, uma petição no site change.org que exige a proibição de armas de fogo reais nos sets e a melhoria das condições de trabalho das equipas de filmagem reunia mais de 22.000 assinaturas.

"Não há desculpa para que algo assim aconteça no século 21", diz o texto da petição lançada pelo argumentista e realizador Bandar Albuliwi.

“É urgente abordar os alarmantes abusos [das leis laborais] e as violações de segurança que ocorrem nos sets de filmagem, como condições desnecessárias de alto risco e o uso de armas de fogo reais”, disse Dave Cortese, democrata eleito para o Senado da Califórnia, em comunicado no sábado.

"Pretendo apresentar um projeto de lei que proíbe o uso balas verdadeiras em filmagens na Califórnia para evitar este tipo de violência sem sentido", acrescentou.

A série policial "The Rookie", cujo enredo se passa em Los Angeles, decidiu no dia a seguir ao disparo proibir todas as munições reais no seu set, uma medida que entrou em vigor imediatamente, segundo a revista especializada The Hollywood Reporter.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.