"Vingadores: Guerra do Infinito" tem alguma coisa que não agradou à comissão de censura cinematográfica da Indonésia.

Segundo o Jakarta Post, o novo filme da Marvel vai passar dos 156 para 149 minutos naquele país.

A decisão surpreende porque os filmes da Marvel são feitos para obter a classificação PG-13 (o equivalente a maiores de 12 anos em Portugal) e assim chegarem ao maior número possível de espectadores, o que significa pouca violência explícita e ainda menos teor sexual.

Ahmad Yani Basuki, presidente do organismo, confirmou que aprovou os cortes mesmo sem ter visto o filme, explicou que uma vez que vai ter no país o equivalente ao PG-13, precisa estar em conformidade com as orientações naquele país em relação aos conteúdos de violência que podem ser vistos por menores.

Apesar disso e precisamente por se tratar de um filme PG-13, o realizador admitiu numa conferência de imprensa este domingo na Singapura ter sido apanhado de surpresa com a censura de sete minutos.

"Não consigo imaginar que sete minutos é que eles quererão cortar do filme. É a primeira vez que estou a ouvir falar disto portanto estou um bocado surpreendido [...] Isto é um PG-13, não é como se existisse algum tipo de conteúdo radical, portanto estou um bocado chocado", comentou Joe Russo.

Para desanuviar, Trinh Tran, produtora da Marvel, ainda brincou: "Suponho que todas as cenas do Tony Stark vão ser cortadas?"

"Aceito o sacrifício. Acreditem, não há falta de tempo para mim no filme", respondeu Robert Doweney Jr.

Veja o vídeo da conferência de imprensa a partir dos 27 minutos.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.