No centro de uma grande cidade ou no meio de um vale recôndito, dias e noites de concertos são o refúgio de muitos até finais de agosto.
Mas se a diversidade da oferta já é um dado adquirido, a escolha nem semprese mostrafácil. Por isso, o SAPO Música deixa dez sugestões para um verão que não quer passar ao lado dos palcos. Sugestões adicionais serão, claro, muito bem vindas:

Coldplay no Optimus Alive! - 6 de Julho

O primeiro dia do Optimus Alive!11 já está esgotado e o concerto dos Coldplay terá tido, no mínimo, algum peso na compra de muitos bilhetes. Inicialmente comparada aos Radiohead (nem sempre pela positiva), ultimamente mais associada aos U2 (noutros tempos, um elogio), o que é certo é que a banda de Chris Martin já inscreveu uma coleção de canções na memória coletiva. Haverá certamente mais algumas a caminho, pelo menos enquanto os meninos bonitos do rock britânico continuarem a encher salas, estádios e festivais. Quem quiser saber quais são talvez tenha sorte nesta passagem por Lisboa. GS

Foo Fighters no Optimus Alive - 7 de Julho

São um dos nomes fortes do cartaz do Optimus Alive deste ano e não devem desiludir. Ao vivo, os Foo Fighters aumentam ainda mais o volume e a energia, a começar desde logo por Dave Grohl com veias a saltar do pescoço e cabelo desgrenhado a cada música. Ainda por cima têm álbum fresquinho para rodar, “Wasting Light”, gravado sem qualquer recurso a material digital para captar a crueza do rock. Os Foo Fighters queriam um disco com caráter e Portugal espera um concerto com isso mesmo e muito mais. VM

Arctic Monkeys no Super Bock Super Rock - 14 de Julho

Começaram a vender gravações caseiras dos concertos mas foi a presença no agora já não tão eficaz Myspace que os catapultou para o sucesso. Seguiu-se a chegada aos tops britânicos, as salas esgotadas e os importantes prémios Mercury Prize e Brit Award. Por cá também arrebataram fãs com o badalado "I bet you look good on the dancefloor" de 2006, e continuam com um público fiel que esgotou os dois últimos concertos da banda em Portugal o ano passado. Ao festival SBSRtrazem um álbum novinho (com um mês de vida) mas encorpado, “Suck it and See”. VM

Portishead no Super Bock Super Rock - 15 de Julho

Geoff Barrow, Beth Gibbons e Adrian Utley são sempre bem recebidos em Portugal. E o regresso, desta feita no cenário de um festival de verão (e quem viu o concerto mítico da banda no Festival Sudoeste de 1998 levante a mão ou faça like neste artigo) faz-se três anos depois dos Portishead terem iniciado no Porto e em Lisboa uma digressão mundial. Na altura ouviu-se o acabado de sair “Third”. Desta vez o mais provável e desejado é um concerto ao estilo “best of” e já agora com algumas das novas músicas em que a banda diz estar a trabalhar. VM

Arcade Fire

Arcade Fire no Super Bock Super Rock - 15 de Julho

Eles queriam mesmo vir mas a Cimeira da NATO não deixou. O concerto que os Arcade Fire tinham marcado para novembro do ano passado teve mesmo de ser cancelado por coincidir com a Cimeira, deixando fãs desgostosos. Não se tardou a saber que eles viriam, sim senhor, mas lá mais para o verão. Que venham então, todos, encher o palco, tragam o disco onde viajam até as memórias de infância do vocalista Win Butler, e toquem também alguns temas mais antigos, que já quase soam a clássicos. VM

The Strokes no Super Bock Super Rock - 16 de Julho

"Angles", o quarto e mais recente álbum dos Strokes, teve um parto difícil, sobretudo devido a discordâncias criativas dos cinco elementos da banda - resultado, em parte, dos projetos paralelos que têm desenvolvido. O alinhamento comprovou isso mesmo, disparando em várias direções e dividindo opiniões. E se o concerto de Julian Casablacas a solo, no verão passado no festival SBSR, foi uma semidesilusão, ainda nos lembramos que a primeira atuação dos Strokes por cá, no Lisboa Soundz, mostrou que estes nova iorquinos faziam falta ao rock. É essa impressão que gostaríamos de voltar a ter neste regresso, que pode muito bem ser o último. GS

Snoop Dogg no Sudoeste TMN - 4 de Agosto

Ao fazer a lista de nomes prováveis para os festivais deste ano poderíamos pensar em muitos artistas, mas nunca ninguém pensou que seria 2011 a receber essa “quase” lenda do hip-hop que é Snoop Dog. Mas como Amy Winehouse continua a beber mais do que a cantar e a cancelar concertos, abriu uma vaga no cartaz do Sudoeste TMN. E eis que vai entrar em cena Cordozar Clavin Broadus, ou melhor, Snoop Dog, um dos mais polémicos rappers norte-americanos cujas ligações ao mundo da pornografia não são segredo. Esperam-se surpresas porque pelofestival passam dois artistas com quem Snoop Dog colaborou nos últimos tempos: Kanye West e David Guetta. VM

Kanye West no Sudoeste TMN - 5 de Agosto

Valia a pena assistir ao concerto de Kanye West só para ver se ele arranja sarilhos. Para ouvir quem é que ele vai insultar, por exemplo. Kanye traz com ele o mais recente album, "My Beautiful Dark Twisted Fantasy", que também vale a pena ver como se sai ao vivo. Já sabemos que Kanye não é o melhor cantor do mundo, mas espetáculo é com ele. No novo disco o rapper volta a romper as barreiras do hip-hop, reconhece que passou de "querido a odiado" e não tem dúvidas de que se Deus tivesse um iPod estaria na sua playlist. VM

Scissor Sisters no Sudoeste TMN - 6 de Agosto

Se um disco dos Scissor Sisters já é uma festa, que dizer de um concerto? E como neste regresso a Portugal os nova-iorquinos trazem o seu terceiro e melhor álbum, o suculento "Night Work", a festa promete ser mais ambiciosa e desbragada do que o habitual. Comandada por um entertainer nato e incansável como Jake Shears, a banda deverá levar à Zambujeira do Mar um dos maiores desfiles de luz, cor e despretensão deste verão, onde pode mostrar que as novas canções não merecem ficar eclipsadas pela muito radiofriendly "Fire With Fire". GS

Europe e Samantha Fox no Natur Water Park - 12 de Agosto

Para muito boa gente, é impossível pensar nos anos sem 80 passar por Samantha Fox ou pelos Europe. Que é como quem diz, sem passar por "Touch Me" ou "The Final Countdown", recordações capazes de provocar arrepios até aos mais destemidos. Ora a grande incógnita das atuações da artista (num sentido muito lato) e da banda é saber que mais têm para mostrar três décadas depois da sua fase áurea (mais uma vez, num sentido muito lato). E por isso, não querendo de forma alguma encorajar a curiosidade mórbida, estes concertos, em Vila Real,impõem-se como dois dos mais intrigantes deste verão, com um casamento certeiro entre nostalgia e anacronismo. GS

Só mais 10, ou uma lista encore:

Como dez concertos são manifestamente poucos para um verão recheado de festivais, deixamosoutros tantosnão gostaríamos de deixar passar ao lado até finais de agosto:

Blondie no Optimus Alive, 6 de julho: A party girl do pós-punk apresenta o novo "Panic of Girls" e, claro, uma mão cheia de clássicos
Primal Scream no Optimus Alive, 7 de julho: A banda de Bobby Gillespie toca o seminal "Screamadelica" de fio a pavio. É preciso dizer mais?
The Chemical Brothers no Optimus Alive, 8 de julho: As superestrelas das pistas de dança prometem mais uma rave a céu aberto, que voltará a aliar megalomania e ritmos infeciosos
Lykke Li no Super Bock Super Rock, 14 de julho: A sueca assinou um dos melhores discos do ano e é bem capaz de repetir o feito ao vivo
Moby no Marés Vivas TMN, 15 de julho: O recente "Destroyed" é o ponto de partida para uma viagem de duas décadas pela música de dança - ou seja, pelo antes e depois de "Play" (1999)
Electrelane no Milhões de Festa, 24 de julho: As britânicas não são uma novidade em festivais nortenhos mas cada atuação reforça sempre um considerável culto - também não é qualquer banda que torna a distorção tão melódica
dEUS no Sudoeste TMN,5 de agosto: Sim, é o enésimo regresso da banda belga a palcos nacionais. Mas a reincidência também nos faz crer que este será mais um concerto de exceção. Ainda por cima há novo disco a caminho...
Pulp em Paredes de Coura, 18 de agosto: A britpop e os anos 90 não seriam os mesmos sem eles - a edição deste ano do festival minhoto também não
Warpaint em Paredes de Coura, 18 de agosto: O quarteto feminino norte-americano traz guitarras com ecos indie de ontem e de hoje. E "The Fool", um dos bons discos de estreia do ano passado
Marina & The Diamonds em Paredes de Coura, 19 de agosto: Estreia em Portugal de uma das boas surpresas da pop recente. Espera-se irreverência, festa e canções vitaminadas GS

@Gonçalo Sá e Vera Moutinho

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.