Segundo Michael Shuman, o grupo quer dedicar-se a outros projetos antes de começar a gravar o sucessor de “…Like Clockwork”, de 2013.

“Vai haver mais coisas dos Queens no futuro, estamos apenas a fazer um intervalo, uma vez que que passámos dois longos longos anos em digressão. Vamos fazer uma pausa para fazer outras coisas”, afirmou o baixista da banda, em entrevista ao Gigwise.

Em janeiro de 2014, Josh Homme havia revelado à Rolling Stone que a banda estava “absolutamente” pronta para gravar um novo álbum. “Temos canções mais do que suficientes. Estamos com a agenda cheia até setembro, mas, depois, planeamos saltar para o estúdio e tratar disso”, referiu, na altura. No entanto, o coletivo mudou de planos.

“Estávamos ansiosos porque estávamos numa fase boa, a divertir-nos e o álbum tinha sido muito bem recebido. Mas decidimos fazer uma pausa porque andámos a trabalhar muito durante muito tempo, nós trabalhámos nesse disco durante muito tempo. Não é que estejamos fartos uns dos outros e não o queiramos fazer – é, apenas, melhor afastarmo-nos por um segundo e voltarmos quando o mundo tiver descansado um bocadinho de nós”, explicou Shuman, que está, neste momento, focado no seu projeto paralelo – os Mini Mansions -, cujo segundo álbum, “The Great Pretenders”, chega às lojas na próxima segunda-feira.

“Acho que, ao trabalhares com pessoas diferentes, ganhas coisas pelo caminho. Seja numa grande banda, numa banda pequena, numa produção ou numa equipa diferente – aprendes alguma coisa com todos, pelo menos eu aprendo. Quando fores mais velho, vais perceber, e é isso que é ótimos nos Queen – é uma família muito aberta e toda a gente é livre de fazer o que quer”, concluiu.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.