O conceito criado por Branko, motor e mentor dos Buraka Som Sistema, criador e agitador da label Enchufada, leva ao certame lisboeta os MGDRV, “que rasgam estereótipos e optam por debitar rimas e beats resultantes da cultura Bass”; os Dengue Dengue!, com a sua cumbia eletrónica; e o próprio Branko, que encerrará a festa.

Já confirmados no cartaz do Vodafone Mexefest estão também Adult Jazz, Bristol, Capicua, Clã e Convidados, Cloud Nothings, Coro Africano, Curtis Harding, Deers, Duquesa, Éme, Francis Dale, I Break Horses, JJ, Johanna Glaza, Kindness, King Gizzard & The Lizard Wizard, Meu Kamba Soundsystem, Modernos, Palma Violets, Perfume Genius, Pharoahe Monch, Salto, Savanna, Sensible Soccers, Sharon Van Etten, Shura, Sinkane, St. Vincent, Stereossauro, Throes + The Shine, Tiago Iorc e Tune-Yards.

O Vodafone Mexefest regressa à Avenida da Liberdade, em Lisboa, nos dias 28 e 29 de novembro. O Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira, Sala Montepio), Ritz Clube, Palácio Foz, Estação Vodafone FM (Estação Ferroviária do Rossio |Refer), Starbucks, Sala Super Bock Super Rock|Garagem EPAL, Ateneu Comercial de Lisboa, Sociedade de Geografia de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Igreja de S. Luís dos Franceses, Casa do Alentejo e Vodafone Bus I e II são os espaços que vão acolher o certame.

Os bilhetes, já à venda nos locais habituais, custam €40. Os mesmos podem ser adquiridos através da App Vodafone Mexefest, com desconto de €5 no bilhete do festival.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.