O direito, que corresponde à venda antecipada do disco em produção, dará ao fã-patrocinador o privilégio de ouvir antecipadamente a primeira faixa na internet, mas sem a possibilidade de a descarregar.

Nos dias seguintes, quem investir no músico brasileiro terá acesso também a vídeos que mostram os bastidores da gravação do álbum.

O direito custará 29,90 reais (13 euros) e será vendido pelo site www.chicobastidores.com.br.

A assessoria de imprensa do cantor disse à Agência Lusa que não é certo que os fãs estrangeiros de Chico Buarque tenham a opção de encomendar o disco por correio internacional caso adquiram o direito, já que “o foco da promoção é o território brasileiro”. No entanto, o novo álbum do cantor deverá ser lançado também em Portugal.

A venda de direitos pela internet é o instrumento da moda utilizado para o financiamento de bandas independentes.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Chico Buarque adotou o conceito como uma tentativa de diminuir o impacto da pirataria, não por precisar de dinheiro para lançar o disco.

Nas vésperas do lançamento do disco no Brasil, o sítio na Internet sobre os bastidores da gravação deverá divulgar um vídeo por dia com as novas composições de Chico.

O endereço na Internet já foi compartilhado por mais de 400 mil utilizadores da rede social Facebook.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.