"Os outros festivais podem ter os dias que quiserem, mas nenhum tem um Dia 0. Paredes de Coura tem e é nosso. Em primeiro lugar de todos nós e depois do Festival Termómetro, que, pela primeira vez, a ele se associa", refere a promotora deste último festival.

A noite de festa vai ser num coreto edificado no centro da vila no domingo, 12 de agosto, dia da semana em que "não se passa nada no mundo", adianta ainda a promotora.

"Em Paredes de Coura, ao contrário do resto do universo, os domingos querem-se agitados" e "há muito que se aboliu de forma vigorosa a fórmula sofá + gurosan + filmes com o Tom Cruise na sua fase adolescente", adianta.

A festa decorre num coreto à moda antiga no centro da vila, entre as 23:00 e as 05:00. "Não são só as pessoas que vão a Paredes de Coura a gostar do festival. Os seus maiores admiradores são, justamente, os seus habitantes e só isso explica que, mesmo no centro da vila, com respeitáveis senhoras à janela, a música invada o espaço" neste horário. "Fosse noutro sítio e tínhamos o caldo entornado", detalha ainda a promotora.

O cartaz deste Dia 0 faz-se com alguns dos nomes que passaram pela última edição do festival Termómetro. Os Crisis foram os vencedores, sucedendo assim aos Iconoclasts, que ficariam em primeiro em 2011, deixando em segundo os Salto e em terceiro Ritchie Campbell.

Já este ano, mais concretamente em fevereiro de 2012, para além dos Crisis, entre outras formações, a organização destaca Alex D’Alva Teixeira.

A estes dois nomes junta-se O Manipulador, formação que não chegou a nenhuma final, nem à do ano passado nem à de este ano, mas chamou a atenção da organização do evento, que decidiu chamá-los para o Dia 0.

Conhecido na movida portuense, DJ El Fuser assegura o resto da noite de animação, até às 05:00.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.