São 24 os temas, compostos por volta de 1967, que vários músicos vão agora recuperar, sob orientação do produtor T Bone Burnett. Além de Elvis Costello e Marcus Mumford, dos Mumford & Sons, vão contribuir para o projeto, que irá culminar um álbum e num programa televisivo, em que serão narradas as gravações do disco, Jim James, dos My Morning Jacket, Taylor Goldsmith, dos Dawes, e Carolina Giddens, dos Carolina Chocolate Drops.

“Estas não são letras do Dylan de segunda categoria. São letras que ele, simplesmente, não chegou a terminar”, revelou Burnett sobre o projeto, cujo objetivo é ecoar o processo de gravação utilizado das sessões Basement Tapes, que viram Dylan e a sua banda a gravarem numa casa em Nova Iorque, com todos os músicos a contribuírem para cada parte do processo de gravação.

O álbum deverá chegar no próximo outono, bem como o programa televisivo, intitulado “Lost Songs: The Basement Tapes Continued”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.