O rap "Pueblo colombiano: Pa' la mesa" foi gravado pela guerrilheira holandesa Tanja Nijmeijer e por um membro das FARC identificado como Boris, juntamente com a banda cubana Cuentas Claras, e divulgado na internet.

"Povo colombiano para a mesa/ vamos todos juntos, sem falsas promessas/ como Dom Quixote sem medo de que me derrotem/ que o povo se una a nós/ que se toque na verdade", diz a canção, numa tradução livre do espanhol.

No vídeo, aparece o guerrilheiro Miguel Pascuas, o "Sargento Pascuas", um dos 48 fundadores das FARC, que integra a equipa dos diálogos de paz de Havana.

As negociações entre o governo colombiano e a guerrilha, sob mediação cubana, começaram em novembro de 2012, com o objetivo de pôr fim a um conflito armado de meio século.

Na canção, as FARC classificam o governo de Juan Manuel Santos de "circo" e afirmam que "para desatar esse nó, não se deve usar a lei do embuste, nem usar a paz como escudo".

No final do videoclip, várias pessoas, entre elas Nijmeijer, mostram cartazes em vários idiomas, pedindo: "Apoie o processo de paz na Colômbia".

Há anos que as FARC postam nas suas páginas na internet canções e temas de diferentes géneros musicais. Em setembro de 2012, dois meses antes de começarem as conversas, a guerrilha lançou o rap "Vamos para Havana", para saudar o início do processo de paz.

@AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.