“Tudo acaba e o Foge Foge Bandido não será excepção. Sinto que o Bandido atingiu, de certa forma, a maturidade em concerto e isso deve-se ao empenho e capacidade dos músicos como de toda a equipa técnica. Sinto-me impulsionado a aproveitar o retorno merecido deste trabalho, pôr em prática o que aprendi com tudo isto e partir à descoberta de novas coisas”, conta Manel Cruz ao explicar o final do seu projecto mais recente.

O concerto deste sábado no CCB é um dos derradeiros de Foge Foge Bandido, que além desta tem agendadas apenas mais duas atuações - a 1 de Julho no Cine-Teatro de Estarreja e no dia seguinte na Casa das Artes de Famalicão.

O ex-vocalista dos Ornatos Violeta surgirá em palco ao lado de Nuno Mendes, Eduardo Silva, Nico Tricot e António Serginho em versões de temas do disco-livro "O Amor Dá-me Tesão / Não Fui Eu Que Estraguei" adaptadas ao quinteto - e nos quais músicas e histórias desenham, em conjunto, narrativas imaginárias.

O início do concerto no Centro Cultural de Belém está agendado para as 21 horas e os preços dos bilhetes variam entre os 15 e os 30 euros.

Videoclip de "Tu Não Tens de Mudar":

"A Dor de ter de Errar" (ao vivo):

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.