O Palco Principal falou com a cantora nesta sua última passagem por Portugal (para o evento Up in the Club), país sobre o qualLadi6 já tem uma opinião bem formada. Confere tudo em baixo!

Palco Principal – Quando se apercebeu que a sua carreira ia, de facto, passar pela música?

Ladi6 – Não até ao ano passado. Sempre pensei quetudo istopoderia acabar amanhã... Talvez seja uma pessoa pessimista!

PP – O seu trabalho foi referenciado como Soul, Funk, Hip-hop e RnB. Nuncafoi sua intençãolimitar-se a um só género musical?

Ladi6 – Nunca, nem pensar! Adoro o desafio de misturar todas as minhas músicas favoritas, na expectativa de concretizar um som queseja só meu.

PP – Quais são as suas principais influências?

Ladi6 – A minha vida e todas as aventuras em que participei.A maneira como a minha mente analisa todo o tipo de situações humanas cria o material mais inspirador para mim.

PP – O seu álbum de estreia foi um sucesso instantâneo, não só na Nova Zelândia, mas também na Austrália. Na sua opinião, o que originou tamanho êxito?

Ladi6 – Não tenho a certeza. Antes do lançamento do álbum, eu dei muitos concertos, o que fez com que as pessoas aguardassem o álbum com alguma expectativa.

PP – Qual foi o espectáculo mais memorávelda sua digressãode 60 datas?

Ladi6 – Os espectáculos com Gil Scott Heron guardam um lugar muito especial no meu coração.

PP – “The Liberation Of…” foi gravado fora da Nova Zelândia.Olocal de gravaçãoafectou, de algum modo, a sonoridade do álbum?

Ladi6 – Eu gosto de pensar que sim, que não só a localização, mas que toda a experiência vivida aquando da gravação do álbum tenha sido definitivamente motivadira, inspiradora e influente na sonoridade do disco.

PP – Que diferenças se destacam se compararmos o seu último álbum e o seu trabalho anterior?

Ladi6 – Acho que agora estou mais confiante do que nunca, e penso que isso é evidente no que faço agora e no que irei fazer no futuro.

PP – Qual é a sua opinião acerca do panorama musical actual da Nova Zelândia?

Ladi6 – A nova Zelândia sempre teve um incrível cenário musical, com todos os tipos de géneros de música representados, eeu vejo isso como um fenómeno crescente.

PP – Já passou por Portugal em três ocasiões distintas. Qual a sua opinião sobre este país?

Ladi6 – Acho Portugal um país fantástico, muito divertido!

PP – O que podemos esperar da Ladi6 num futuro próximo?

Ladi6 – Mais música original feita manualmente e proviniente docoração.

José Aguiar

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.