Com este espetáculo a cantora inicia uma mini digressão por Portugal, que a levará Serpa, Figueira da Foz e Tróia.

«Neste novo espetáculo, Mayra aproxima-se mais do seu último disco, ‘Studio/05’, e com uma formação mais acústica que lhe permite mergulhar nas suas raízes culturais de Cabo Verde», adiantou à Lusa fonte da promotora Uguru.

«Studio/05», editado em dezembro passado, é o primeiro álbum gravado ao vivo de Mayra Andrade com o grupo de músicos com os quais se apresentará em Portugal e com quem decidiu formar uma “oficina de composição”, afirmou a cantora à Lusa.

Os elementos da banda são: Zé Luís Nascimento (percussões), Munir Hossa (viola e cavaquinho) e Rafael Paseiro (contrabaixo).

O álbum não regista nenhum inédito, mas apenas recriações de temas como “Kenha ki bem ki ta bai”, que abre o concerto, do repertório do grupo Finaçon, ao lado de “Dinokránsa” e “Tunuka”, com novos arranjos, e ainda os temas “Michelle”, dos The Beatles, e “La Javanaise”, de Serge Gainsbourg.

De Lisboa, a cantora nascida em Cuba, filha de pais cabo-verdianos, seguirá para Serpa (Beja) onde participará no dia 08 de junho nos Encontros de Culturas, no dia seguinte atua no Casino da Figueira da Foz e no dia 10 canta no Centro de Espetáculos de Tróia (Setúbal).

Em entrevista recente ao SAPO, a cantora falou sobre o que podemos esperar do espectáculo:

SAPO/Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.