"No ano passado já excedeu as nossas expetativas e este ano temos o dobro dos bilhetes vendidos em venda antecipada", disse à agência Lusa Joaquim Durães, da editora Lovers & Lollypops, que organiza o festival em parceria com a Câmara de Barcelos e a Empresa Municipal de Desportos.

O Milhões de Festa assume-se como festival centrado em música alternativa, mas este ano apresenta um cartaz "bastante abrangente", repartido por cinco palcos, que vão do hip-hop ao heavy-metal. Um dos regressos mais esperados é o das britânicas Electrelane, que atuaram no Festival de Paredes de Coura de 2007, meses antes de anunciarem uma pausa por tempo indeterminado.

"Os dois palcos principais só têm concertos à noite, com horários alternados, numa lógica de ping-pong", referiu Joaquim Durães, explicando que, desta forma, não haverá paragens nem sobreposições. À tarde, haverá música em dois palcos, um junto ao rio Cávado e outro junto à piscina, e ao fim da tarde abre o quinto palco, numa parceria com o festival Barroselas Metal Fest.

Secret Chiefs 3, Gama Bomb, Kafka, Wasted Out e Radio Moscow são outros dos 17 nomes programados para as três noites do palco principal do Milhões de Festa 2011. No segundo palco, destaca-se a presença dos The Anti Pop Consortium, a par de nomes como Zu, If Lucy Fell, Shit and Shine, Zun Zun Egui, Star Slinger, Green Machine e Kim Ki O. Extravagante será a atuação dos norte-americanos Foot Village, banda de tribal noise rock constituída por quatro bateristas, dois dos quais também gritam.

Depois de duas edições em recintos cobertos, no Porto, em 2006, e em Braga, em 2007, o Milhões de Festa ressurgiu em 2010 num espaço ao ar livre, em Barcelos, cidade de origem de algumas bandas representadas pela Lovers & Lollypops. "A escolha de Barcelos não é por acaso. É uma opção nossa", realçou Joaquim Durães, revelando que há acordo com a Câmara de Barcelos para a realização anual do Milhões de Festa até 2013.

Joaquim Durães refutou a ideia de que o Milhões de Festa se possa assumir como concorrente do Festival de Paredes de Coura, que sempre apostou também na música alternativa. "Não temos concorrência de ninguém. Temos uma vida diferente. A experiência não é comparável, até pela dimensão e pela localização. Estamos a um minuto do centro da cidade", salientou.

+ Mais no site oficial

@SAPO com Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.