O Xinxin Nanguan Ensemble, originário de Taiwan, foi criado em 2003 por Wang XinXin. “Extremamente simples e sem necessidade de recorrer a técnicas complexas, a música nanguan é, por essa mesma razão, uma das artes mais difíceis, já que os intérpretes têm de se concentrar a fundo, de corpo e alma, e preparar o espírito para atingirem um estado de serenidade absoluta", detalha o próprio, citado em comunicado enviado pelo Museu do Oriente.

Wang XinXin acrescenta ainda que a música nanguan "é uma arte que se transmite do coração do intérprete ao coração do espetador ou do mestre ao aluno". "Não existem palavras que possam descrever a beleza sublime que emana deste estado tão singular", explica.

A música nanguan nasceu no coração cultural da China antiga, na grande planície central. "Ao longo dos períodos conturbados que marcaram o fim dos Jin (século V), o reino das cinco dinastias (século X) e o fim dos Song (século XIII), propagou-se à região de Min nan, graças aos aristocratas que ali se refugiaram com a sua corte, que incluía os grandes poetas e músicos da época. A região, situada a sul de Fujian, tornou-se um palco fantástico para a conservação da cultura tradicional e da música nanguan", contextualizada ainda o Museu do Oriente.

Herdada de uma longa tradição e praticada sobretudo pelo povo Min nan, a música nanguan é considerada um dos estilos musicais mais antigos do continente chinês.

Em consequência das numerosas vagas de imigração por que passou o povo Min nan ao longo da sua história, este género musical conquistou novos territórios, como Taiwan, Hong Kong, Filipinas, Singapura, Malásia e Indonésia.

Os bilhetes para o espetáculo custam cinco euros.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.