Um dos inconvenientes mais trágicos na morte de
Amy Winehouse
passa pelo que a artista ainda tinha para oferecer a nível musical.
Segundo o jornal “Daily Telegraph”, existe uma grande quantidade de material que ainda não foi ouvido ou revelado aos fãs.
Além dos novos temas, Winehouse também deixa para trás uma fortuna estimada entre os 10 e os 20 milhões de euros.
Começando pela música, ainda não é clara a quantidade e qualidade de produção do material que a falecida cantora já tinha pronto. No entanto, é certo que existe, pois um terceiro álbum de estúdio estava em calha. Um porta-voz da cantora confirmou a existência de alguns trabalhos, alertando, contudo, para o facto de, muito possivelmente, serem apenas demos.
”Normalmente, nestes casos, assistimos a uma grande pressa da editora do artista em lançar o novo material no mercado. Vamos também assistir a promoções e saldos por parte dos retalhistas, mas, para ser justo, existe também uma grande procura por parte do consumidor, especialmente quando estamos a falar de ícones da estatura de
Michael Jackson
ou um ícone em crescimento como Winehouse”, revelou Tom DeSavia, da Notable Music Co.
Obviamente alguns destes dados já se estão a confirmar: desde a morte de Winehouse, três dos quatro álbuns mais vendidos no iTunes são da sua autoria (“Back to Black”, “Frank” e“Frank (edição especial)”).
Possivelmente serão os pais da cantora que terão a palavra final sobre o lançamento, ou não, de um terceiro álbum, apesar de DeSavia afirmar que a editora de Winehouse o poderá lançar quando quiser, com o consentimento, ou não, da família Winehouse.
“Tudo depende dos detalhes do seu contracto, mas muito provavelmente as gravações originais pertencem à editora do artista, no caso de Winehouse a Universal”, explicou.
Tendo em conta casos similares no passado, a família provavelmente irá capitalizar a morte da artista à sua própria maneira (ou à maneira dos Jacksons). “Possivelmente irão ver a família a explorar gravações pré-editoriais, livros, objectos pessoais, etc”, afirma DeSavia.
Em qualquer caso, não fique surpreendido se vir uma proliferação de temas da cantora – antigos, novos, remasterizados, remixes – mais cedo do que o esperado e numa maior quantidade. Como exemplo, DeSavia aponta o músico Jeff Buckley. “O homem apenas lançou um álbum oficial na sua vida. Na Amazon poderá agora descobrir 288 objectos para vendana sua categoria de música em formato físico e outras 284 faixas para venda digital”.
Relativamente à fortuna de Winehouse, os milhões deverão ir parar às mãos da sua família mais próxima e não do seu ex-marido Blake Fielder-Civil, pois todos os benefícios para este tipo de situações são considerados nulos após um divórcio. No entanto, existem algumas excepções que terão de ser confirmadas posteriormente.
Entretanto os U2 dedicaram a sua conhecida música Stuck In A Moment (originalmente dedicada a Michael Hutchence dos INXS) à cantora brtiânica:
Já M.I.A. lançou uma nova canção apelidada de 27, e que dedica também a Amy Winehouse:

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.