Pela primeira vez organizada pela Associação Douro Alliance – Eixo Urbano do douro, a edição deste ano “ganhou dimensão” e tem como palco o Complexo de Codessais.

O Rock Nordeste caracteriza-se, segundo a organização, por ser uma “incubadora de novas bandas” que concorrem entre si divididas pelos dois dias do festival.

Nesta edição concorrem os grupos City Spark, Spinning, Old Gun, Dynamite Trust, Joah Ann Lee, Qing of Qong, The Control e Stone Slaves.

O júri é constituído por Miguel Pedro (Mão Morta), João Carvalho (diretor do Festival Paredes de Coura), Vítor Figueiredo (copywriter da SIC), Nuno Calado (radialista da Antena 3), Jorge Romão (GNR), Rui Manuel Santos (radialista) e Nuno Lopes (ator e dj).

O festival arranca com a presença dos Cintura, vencedores da última edição, e que, na sua página na Internet, dizem que participaram no Rock Nordeste para se darem a conhecer.

Atualmente, a banda não hesita em apontar este festival como uma “importante rampa de lançamento” e destaca a “qualidade” do júri, considerando que vencer um concurso perante “grandes nomes do panorama musical português”, trouxe “ maior credibilidade e aceitação por parte dos media”.

Como cabeça de cartaz, os Mão Morta atuam no segundo dia do festival, promovendo o seu último álbum “Pesadelos em Peluche”, lançado em 2010 como comemoração dos 25 anos de carreira da banda. Este é um dos poucos concertos que o grupo vai realizar este ano.

Após este concerto, o ator Nuno Lopes faz da cabine o seu palco e atua como Dj fechando o festival com um toque mais eletrónico.

Durante os dois dias, várias entidades da região vão aproveitar o Complexo de Codessais para realizarem ações de promoção de forma a, segundo a organização, “enriquecer e diversificar o evento que se pretende que não seja apenas para amantes do rock mas aberto a vários públicos e de diferentes idades”.

Com a organização deste evento a Douro Alliance, que une Vila Real, Peso da Régua e Lamego no chamado Eixo Urbano do Douro, cumpre os seus objetivos “de promoção de eventos culturais na região”.

Esta associação nasceu no âmbito da candidatura ao Programa Política de Cidades Polis XXI, com o objetivo de criar uma plataforma comum de diálogo, partilha, cooperação e desenvolvimento entre as três cidades durienses.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.