Jacque Hollander acredita que o cantor foi assassinado e não aceita que ele tenha sofrido um ataque cardíaco e morrido no dia de Natal em 2006. Hollander afirma que foi forçada a esconder-se apósser alvo deameaças de morte por ter ido a público com as suas declarações.

A publicista também afirma que o genro do músico, morto em novembro de 2008 após uma aparição num programa de TV, onde deu a sua perspetiva sobre a morte da lenda insistindo: “Não existe um osso no meu corpo que acredite que o meu sogro tenha morrido de um enfarte”.

Hollander acredita que Lumar (genro de Brown) foi morto por saber demasiado. “Ele ia contar a verdade sobre o que aconteceu a James Brown” declarou a publicista ao tabloide The Globe. “Agora vivo com medo porque sou a única que pode revelar a verdade”.

Paulo Costa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.