«O meu novo álbum», disse já Marco Rodrigues, «não tem só fado nem tem só instrumentos de fado. Eu canto fado, vivo do fado mas não estou (apenas) no fado», sublinhando que «canto fado há mais de dez anos mas também gosto da canção, a canção tal como entendida muitas vezes pelo Carlos do Carmo, o Paulo de Carvalho ou o Fernando Tordo; uma canção que pode manter uma matriz de fado mas ter uma abertura musical diferente».

«Tantas Lisboas» apresenta alguns clássicos – como o lendário «Fado do Estudante» (interpretado por Vasco Santana no filme «A Canção de Lisboa») – e muitos originais, incluindo dois temas com música composta pelo próprio Marco Rodrigues, que, neste álbum e como sucede muitas vezes ao vivo, se acompanha também à viola: «Sinto-me muito mais confortável sendo eu a tocar viola porque a minha forma de estar na música, ao vivo, é um pouco irreverente. Gosto de controlar as dinâmicas, os andamentos, de ser eu a segurar o todo. Quando se concentra essa energia só a cantar é fantástica. Mas quando se concentra essa enegria a cantar e a tocar, levando as dinâmicas lá para cima ou cá para baixo, ainda é melhor».

A cidade de Lisboa está presente em muitas canções do álbum, com natural destaque para «O Homem do Saldanha», um dueto com Carlos do Carmo, com letra de Boss AC e música de Tiago Machado. «Este tema fala de uma personagem típica de Lisboa – à semelhança de muitos fados antigos que falavam de personagens verdadeiras – que é aquele senhor que passa as noites no Saldanha a acenar às pessoas. E o Tiago Machado, que faz parte da banda do Boss AC, pediu-lhe a letra para o tema. Depois disso, surgiu a oportunidade de fazer o dueto com o Carlos do Carmo – que é uma das minhas grandes referências no fado e que foi uma pessoa que me aconselhou e direccionou várias vezes – e tudo se conjugou na perfeição. Já mostrei o tema ao senhor do Saldanha e adorou-o. Foi uma das experiências mais gratificantes da minha vida: emocionou-se com a letra e, na conversa que tive com ele, percebi que, apesar da fama de maluquinho, é mais lúcido e inteligente que muitos de nós».

Com Mafalda Arnauth, Marco Rodrigues canta «Valsa das Paixões», que tem letra de Tiago Torres da Silva e música de Tiago Machado, o single de avanço deste álbum. «A Mafalda é uma grande amiga e uma pessoa que admiro imenso. O Tiago Machado compôs uma valsa clássica, depois o Tiago Torres da Silva escreveu uma letra muito 'salão de baile', muito 'príncipe e princesa', e percebemos logo que era necessário que este tema tivesse uma voz feminina para juntar à minha. E a escolha da Mafalda acabou por ser natural, tanto pela amizade como pelo registo tímbrico da sua voz. E também ela me deu o privilégio e o prazer de fazer parte deste disco», conclui o cantor.

Veja o que dizem Carlos do Carmo e Mafalda Arnauth sobre «Tantas Lisboas»:

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.