A colaboração integra a série “Three Artists One Song”, promovida pela Converse, que já juntou em estúdio, no passado, nomes como Gorillaz, André 3000 e James Murphy, ou Julian Casablancas, Santigold e Pharrell.

Note-se que esta é a primeira vez que Mick Jones e Paul Simonon trabalham juntos desde a digressão com os Gorillaz, em 2010.

“Os The Clash sempre foram uns professores para mim, mesmo antes de partilhar um estúdio com o Paul e com o Mick”, comentou Diplo sobre a colaboração, continuando: “A sua anarquia musical e a sua atitude constante em ignorarem as regras e forjarem o seu próprio caminho foi uma inspiração para mim. Eles quiseram acabar com os géneros, a sua música e respetiva mensagem estava acima de tudo”.

“O Frank vive segundo o mesmo credo, ao ser fiel à sua visão e ao segui-la a qualquer custo. Tivemos que nos desafiar uns aos outros para fazermos alguma coisa que esperamos ninguém conseguir antecipar e a Converse valorizou a liberdade artística de todos, deixando-nos brilhar ao longo dos últimos meses, para que isto pudesse acontecer”, concluiu.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.