"Gosto muito de música antiga, em especial de música negra", conta a fadista, salientando a admiração por Etta James ou Nina Simone.

Mas Ana Moura também admira alguns novos nomes dessa área, como Janelle Monaé (na foto). "Quando saiu o disco dela, gostei, e agora descobri esta versão do 'Smile', do Charlie Chaplin, que adoro e estou sempre a ouvir", explica ao abordar a cantora norte-americana que o público português poderá ver e ouvir a 4 de Dezembro, no festival Super Bock em Stock, em Lisboa.

"Ela consegue ser profunda e bastante actual", sublinha. Além de Janelle Monaé, também Florence and the Machine, The XX, Beirut, Legendary Tigerman, Anaquim, Deolinda ou Marco Rodrigues têm merecido audições regulares por parte da fadista.

E no caso da música associada a imagens, Ana Moura aponta o videoclip "White Knuckles", dos OK Go, como um bom exemplo de originalidade. Aqui fica ele:

@Gonçalo Sá

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.