O músico tinha 43 anos de idade.

A informação foi divulgada pela representante de Putnam, Kim Kelly, que, no seu Twitter, escreveu uma mensagem de apoio à vítima e respectivos familiares e amigos.

“Sim, é verdade. Seth Putnam, um dos músicos mais infames que o metal extremo já viu, o GG Allin do grindcore, morreu devido a um ataque cardíaco. (…) Quero lembrar-vos que, por muito controversa que a carreira dele tenha sido, o Seth era um ser humano com amigos e familiares que o adoravam. Espero que a Internet o recorde dessa maneira. Esta é uma altura muito triste para todos os que o conheciam e a última coisa que essas pessoas precisam de ver é uma avalanche de mensagens de ódio. O homem viveu e morreu pelas suas próprias regras – respeitem-no, no mínimo, por isso”, escreveu.

Recorde-se que Putnam e os Anal Cunt eram conhecidos pelos seus gritos brutais e pelas letras das suas músicas, chocantes, provocativas, ofensivas e insultuosas, que invocavam um humor mórbido. Entre os seus temas mais polémicos, destacam-se The World Homophobic is Gay, I Like Drugs and Chil Abuse, Hitler Was a Sensitive Man ou You’re In a Coma.

Sara Novais

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.