A decisão surgiu na sequência do incidente no festival de música iHeartRadio, decorrido este fim de semana em Las Vegas, onde Armstrong destruiu a sua guitarra e insurgiu-se contra a organização do evento, após ter sido avisado que teria que terminar mais cedo a sua atuação, para que Usher pudesse subir ao palco.

“Billie Joe está a procurar tratamento para o abuso de substâncias. Gostaríamos que todos soubessem que a nossa performance não foi cortada pelo Clear Channel e de pedir desculpa a todos os que ofendemos no festival iHeartRadio em Las Vegas”, pode ler-se no site oficial do grupo.

A confusão no festival iHeartRadio começou quando Billie Joe Armstrong se deu conta, a meio da Basket Case, que só teria mais um minuto para atuar antes de Usher subir ao palco. Supostamente, os Green Day deveriam atuar cerca de 45 minutos, mas a sua performance foi, alegadamente, cortada para 25 minutos, para que Usher atuasse mais tempo.

Sentindo-se pressionado e apressado, Armstrong parou de tocar o clássico da banda e desatou num discurso insultuoso, partindo, a certa altura, a sua guitarra:

"Oh, f*ck this shit. I'm gonna play a f*cking new song. F*ck this shit. Give me a f*cking break. One minute left. One minute f*cking left. You're gonna give me one f*cking minute? Look at that f*cking sign right there — one minute. Let me f*cking tell you something, let me tell you something, I've been around since f*cking 198-f*cking-8. And you're gonna give me one f*cking minute? You've gotta be f*cking kidding me! You're f*cking kidding me. What the f*ck! I'm not f*cking Justin Bieber, you motherf*ckers. You've gotta be f*cking joking. This is a f*cking joke. I got one minute — one minute left. Oh, now I got nothing left. Let me show you what one f*cking minute f*cking means. One minute. God f*cking love you all. We'll be back."

Confira aqui o vídeo do incidente.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.