artigo1.png

Há quem lhe chame "plágio", quem lhe chame "influência musical" ou "ripping-off". Independentemente do termo usado, falamos sempre do mesmo: músicas que são muito parecidas - especialmente no instrumental.

O SAPO On The Hop reuniu dez exemplos e o desafio é encontrar no mínimo sete diferenças. E lembrem-se das palavras de Oscar Wilde, "o talento pede emprestado, o génio rouba".

P1.png

O último caso badalado de plágio aconteceu com Sam Smith. A música "Stay with Me" tem bastantes pontos em comum com o clássico de Tom Petty "I Won’t Back Down".

Segundo uma fonte citada pelo site NME, a equipa de Sam Smith resolveu a questão de forma pacifica: "Depois das semelhanças terem sido apontadas à equipa do Sam, eles trataram de dividir os créditos de forma amigável. Não foi uma coisa deliberada, os músicos inspiram-se em outros artistas, e o Sam e a sua equipa foram rápidos a levantar a mão quando o caso foi oficialmente apresentado".

P2.png

Quando lançou "Roar", Katy Perry foi acusada de plagiar tanto a música como o videoclip. A música do álbum "Prism" é comparada a "Brave", de Sara Bareilles. Já o vídeo, segundo o The Guardian, tem como base a "mesma técnica que o vídeoclip Messages".

Segundo conta Sara Barreilles, Katy Perry ligou-lhe para esclarecer a situação, tendo a cantora de "Brave" agradecido pois as reproduções da sua canção multiplicaram.

P3.png

As semelhanças entre "Talk", dos Coldplay, e "Computer Love", dos Kraftwerk, são evidentes. Porém a banda de Chris Martin fez um pré-acordo com a banda eletrónica alemã, que cedeu parte dos riffs originais.

Em termos legais, este caso é o exemplo de como se deveria proceder sempre que se usa material de outros autores/ artistas.

P4.png

"Best song ever", dos One Direction, e "Baba O'riley", dos The Who, têm bastantes pontos em comum, especialmente na parte inicial. Esta discussão foi lançada por um crítico do site Clickmusic e, desta forma, os fãs da boyband ficaram involuntariamente a conhecer os The Who.

Sobre este assunto, o Telegraph perguntou aos leitores se achavam "que Best song Ever e Baba O'Riley eram semelhantes". A sondagem contou com mais de 8400 participantes, dos quais 53% consideram que as canções são "similares".

P5.png

A família de Marvin Gaye e Robin Thicke "feat." Pharrel Wiilliams ainda estão a discutir em tribunal se "Blurred Lines" é ou não uma cópia de "Got to Give It Up".

O julgamento está marcado para fevereiro e, segundo o site Daily News, o tribunal impediu que uma gravação da música de Marvin Gaye fosse reproduzida no julgamento. Agora a família de Gaye tem de contratar um músico para a tocar em tribunal.

P6.png

Bruno Mars lançou "Treasure" em 2013. Um ano antes, Breakbot lançou "Baby I'm Yours". Em entrevista, o músico francês admite que inicialmente foi informado que Bruno Mars gostaria de fazer um cover conjunto da música: "Eu estava a terminar o meu álbum e disse que não. Pelo que parece ele fez uma música chamada "Treasure", que é na verdade uma espécie de rip-off de "Baby I'm Yours". Mas eu estou bem com isso!", admitiu o francês ao site Tiny MixTapes.

P7.png

Em 2007, os elementos da banda The Rubinnos processaram Avril Lavigne por considerarem que "Girlfriend" era muito semelhante a "I want to be your boyfriend", da sua autoria.

À época, nem Avril nem os elementos da sua equipa se mostraram preocupados porque, segundo Terry McBride (responsável da editora), a cantora tinha seguro que cobria as acusações de plágio.

P8.png

"Bitter Sweet Symphony" tem como base  "The Last Time" da Orchestra Andrew Oldham. Apesar de The Verve ter negociado para usar uma amostra da orquestra, a verdade é que usou "demais", segundo Loog Oldham, lendário produtor dos Rolling Stones, que também participaram na composição do original.

O caso foi para tribunal e Loog Oldham, Mick Jagger e Keith Richards, desde então, têm recebido todos os pagamentos dos direitos de autor.

P9.png

Em Portugal também há inúmeros casos, mas que nunca chegaram a tribunal. 

"O Anzol", dos Rádio Macau, tem inúmeras semelhanças com "Just Like Heaven", dos The Cure. Ambas as canções são de 1987, sendo que a dos The Cure foi lançada a 5 de outubro e a dos Rádio Macau em novembro.

P10.png

Em 1995, a banda algarvia Íris lançava o que viria a ser o seu maior sucesso. "Oh Mãe" é uma adaptação clara de "House of rising sun" (1964), dos The Animals.

PSABIAM.png

O Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos (aprovado pelo Ministério da Cultura em 1985) trata das “criações intelectuais do domínio literário, científico e artístico, quaisquer que sejam o género, a forma de expressão, o mérito, o modo de comunicação e o objetivo”.

Independentemente do país de origem do autor do plágio,  os direitos em vigor são regulados pela lei do lugar da primeira publicação da obra.

A utilização da obra sem autorização do artista ou do autor é considerada crime punível por lei "com pena de prisão até três anos e multa de 150 a 250 dias, de acordo com a gravidade da infração”, segundo o o Código dos Direitos de Autor.

PP.png

"Terá o autor o direito de requerer a apreensão ou destruição de exemplares ilegalmente produzidos e a apreensão ou destruição das máquinas e outros objetos que sirvam exclusivamente para essa violação?” (Ascensão, 1992)

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.