"Nevermind", dos Nirvana, chegou a 24 de setembro de 1991. Mas só a 11 de janeiro de 1992 é que o álbum conquistou o primeiro lugar do principal top de música, o Billboard Hot 100.

Spencer Elden tinha apenas quatro meses quando foi (quase literalmente) atirado para a piscina. A fotografia tirada em junho de 1991 começou a correr o mundo pouco depois, a 24 de setembro, quando os Nirvana lançaram "Nevermind", o seu segundo álbum.

25 anos mais tarde, o disco de onde saiu "Smells Like Teen Spirit", "Come As You Are" ou "Lithium" é ainda uma referência no universo da música rock e a fotografia da capa tem lugar entre as imagens mais marcantes da cultura pop.

Mas como é que Spencer Elden foi parar à capa do disco da banda de Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl? "Foi tudo por acaso. O meu pai conhecia o fotógrafo [Kirk Weddie], que lhe perguntou se queria ganhar dinheiro atirando o filho para a piscina", revela o norte-americano ao SAPO MAG, acrescentando que lhe pagaram 200 dólares por apenas dez minutos.

Spencer

Segundo o jovem norte-americano, Weddie fotografou muitos bebés, especialmente meninas. Mas porque é que foste o bebé escolhido? "Porque o fotografo era amigo do meu pai e eu tinha acabado de nascer. Acho que ficava fixe debaixo de água", conta.

25 anos depois, Spencer Elden, um dos "bebés mais famosos da música", conta ao SAPO MAG que continua a viver em Los Angeles, "mas agora na garagem da mãe", e que se dedica "a fazer arte". "O meu trabalho está todo na minha página no Facebook", refere.

"Os Nirvana fazem parte da minha vida, não tenho escolha. O álbum ["Nevermind"] mexe com a minha cabeça. Mas nunca estive com ninguém da banda, desviei-me um pouco disso", conta, acrescentando que "às vezes" é reconhecido na rua.

Amante de arte urbana, Spencer explica ao SAPO MAG que não tem qualquer ligação com a indústria, sendo apenas "um simples fã" de música. Mas, curiosamente, os Nirvana nem fazem parte da lista de bandas e artistas que o jovem ouve. Já The Clash, Black Flag, Bad Brains, Edith Piaf, Tupac, Burzum, The Ramones, Iggy Pop, Weezer, Black Sabbath, Kate Bush e Stevie Nicks nunca saem das playlists do jovem.

Ser o "bebé dos Nirvana" também ajudou em algumas conquistas. Por exemplo, aos 20 anos Spencer teve a oportunidade de trabalhar com o artista contemporâneo Shepard Fairey. E com as raparigas, também ajuda? Spencer confessa que sim, apesar de nunca usar esse argumento "no engate". "Nunca tive problemas em conquistar raparigas", brinca, explicando que os amigos é que costumam contar que o jovem é o "bebé do disco dos Nirvana".

Nos últimos 10 anos, o jovem norte-americano foi desafiado a reproduzir a fotografia da capa do disco dos Nirvana. Apesar de ter aceitado todo o convite, Spencer revela que está disposto a ser fotografado totalmente nu. "Acho que seria divertido", frisa.

"É estranho fazer parte de uma imagem culturalmente icónica. Acho que qualquer um sentiria o mesmo", diz-nos. Mas só um é que está há 25 anos naquela piscina, naquela capa, e na iconografia de uma banda histórica.

Spencer Elden em 2011.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.