Kevin Spacey compareceu ao tribunal na quinta-feira em Londres para uma audiência preparatória, enfrentando acusações de agressão sexual contra três homens.

O ator americano declarou-se inocente de todas as cinco acusações e deverá ir a julgamento durante três a quatro semanas a partir de 6 de junho de 2023.

Libertado após uma primeira audiência há quase um mês, o ator está a ser processado por quatro agressões sexuais a três homens entre março de 2005 e abril de 2013, bem como uma outra acusação por forçar uma pessoa a “atividade sexual com penetração sem o seu consentimento”.

Alegadamente, alguns factos teriam sido cometidos no bairro de Lambeth, em Londres, onde fica o teatro Old Vic, do qual foi diretor artístico entre 2004 e 2015.

O ator norte-americano foi em 13 de junho formalmente acusado de agressão sexual numa primeira audiência, ficando em liberdade.

Kevin Spacey, de 62 anos, foi visado em vários casos de agressão sexual e comportamento inapropriado em 2017, numa polémica que desencadeou denúncias com outras figuras do entretenimento e esteve na origem do movimento #MeToo.

Até então uma figura respeitada do cinema norte-americano e do teatro britânico, o ator vencedor de dois Óscares acabou despedido da série "House of Cards", da plataforma Netflix, e retirado do filme "Todo o dinheiro do mundo", de Ridley Scott, com todas as cenas onde entrou a serem regravadas por Christopher Plummer.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.