Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a MOT diz que no espetáculo, que contará também com uma presença portuguesa ainda por revelar, são esperadas mais de 30 mil pessoas.

Este é, de acordo com a produtora, a primeira presença de Bocelli num estádio em Portugal, no dia em que Coimbra, que é candidata a Capital Europeia da Cultura 2027, comemora o Dia da Cidade.

“Num ambiente de imponência, onde se afirmará o tom heroico fortalecido pelo timbre extraordinariamente polido e característico de Bocelli, o concerto desdobra-se em dois momentos: um início clássico ao som das mais eruditas árias de ópera eternizadas em sua voz e uma segunda parte dedicada aos temas mais célebres da sua magnífica carreira. O espetáculo será acompanhado por uma orquestra de 70 músicos e por um coro com 60 vozes”, diz a informação hoje disponibilizada.

A MOT diz que este será um “espetáculo exclusivo”.

“É aguardada a participação de uma referência da música portuguesa, para subir ao palco com Bocelli – um nome a ser anunciado brevemente, que integrará a lista de grandes artistas mundiais que cantaram com o tenor, sob a promessa de elevar a atmosfera do concerto a um nível magistral e transcendente”.

A Câmara Municipal de Coimbra associa-se a este projeto assumindo a posição de copromotora do evento.

“Este concerto de Andrea Bocelli é mais um contributo para a afirmação de Coimbra, no contexto cultural mundial, e a prova de que a cidade e toda a região estão preparadas para acolher grandes eventos”, refere a informação.

Bocelli esteve em Portugal em 2017, num concerto esgotado na Altice Arena, com a presença de Ana Moura. O tenor, com mais de 90 milhões de discos vendidos e uma carreira de mais de 25 anos, já cantou com Pavarotti, Ariana Grande, Ed Sheeran, Josh Groban, Céline Dion ou Tony Bennett.

“Andrea Bocelli tornou-se num dos cantores mais conceituados de sempre, atuando em grandes eventos internacionais, dos quais se destacam os Jogos Olímpicos, o Mundial de Seleções e os seus próprios concertos que percorreram já algumas das maiores salas de espetáculo do mundo. Com um Globo de Ouro, sete Classical BRITs e sete World Music Awards, além de uma estrela no Hollywood Walk of Fame, o tenor continua a ser reconhecido pelo seu sucesso sem-fronteiras e transversal a todas as gerações”, sintetiza a MOT.

Os bilhetes estão à venda já a partir de hoje, exclusivamente em www.concertocoimbra.pt. Por cada bilhete vendido, um euro reverterá para as causas apoiadas pela Fundação Andrea Bocelli, cuja missão de capacitar pessoas e comunidades em situações de pobreza, analfabetismo, angústia por doença e exclusão social, com vista a promover e a garantir apoio a projetos de abrangência nacional e internacional capazes de promover a superação dessas barreiras e a expressão de todo o seu potencial.

O mais recente álbum de Bocelli, "Sí", está nomeado para um Grammy na categoria de Melhor Álbum de Pop Tradicional Vocal, e teve a contribuição, numa das canções, do diretor artístico do Centro de Música do Colégio Luso-Internacional do Porto, Dan McAlister.

“Return to Love” é uma das faixas de destaque do álbum, que junta o tenor à cantora e compositora britânica Ellie Goulding. Também a atriz Jennifer Garner faz a sua estreia como cantora na faixa “Dormi Dormi Lullaby”, cantada em inglês e em italiano, cujas harmonias permitem uma ampla interpretação deste trabalho.

A MOT - Memories of Tomorrow já coproduziu diversos concertos de música clássica. Paralelamente, é responsável pela promoção e produção de alguns dos maiores festivais a nível nacional como o RFM SOMNII, “O Maior Sunset de Sempre!” - o maior festival de música na praia em Portugal e um dos maiores da Europa - que anualmente vende mais de 100.000 bilhetes, o Solaris Sunset Empire e o AfroNation.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.