“O Governo nomeou Carlos Manuel Prado Sousa como diretor artístico da Companhia Nacional de Bailado, para um mandato de três anos, com início a 1 de setembro de 2021 e termo a 31 de agosto de 2024”, lê-se num comunicado hoje divulgado pelo Ministério da Cultura.

Carlos Prado sucede no cargo a Sofia Campos, que está em funções desde 1 de setembro de 2018, e termina este ano o mandato.

Nascido em Setúbal, em 1962, Carlos Prado ingressou na CNB, em 1984, onde ficou até 1990, quando passou a fazer parte do elenco do Ballet Gulbenkian, como primeiro bailarino, até à sua extinção, em 2005.

A formação artística de Carlos Preado foi feita na Academia de Dança Contemporânea de Setúbal, sob a direção de Maria Bessa e António Rodrigues.

A tutela recorda que, Carlos Prado, “na qualidade de assistente de Mauro Bigonzetti, trabalhou com importantes companhias de ballet no mundo onde se destacam o Teatro alla Scala de Milão, Bolshoi Moscovo, Ballet de Santiago Chile, NYC Ballet NY, Ópera de Paris e CNB Portugal, entre muitas outras”.

Além disso, “coreografou diversas óperas para o Teatro Aberto, Teatro Nacional de São Carlos e Teatro Nacional D. Maria II".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.