O canal História comemora 20 anos e, para assinalar este marco, o canal escolheu 20 momentos-chave da História da Humanidade. A partir desta quarta-feira, dia 20 de março, e durante todo o ano, o canal vai apostar numa programação especial.

"Celebrar os 20 anos é um marco muito importante. Mas o mais importante não celebrar o passado, é celebrar o futuro. E então criamos um conceito que se chama a 'História do Futuro', que consiste em pensar no que aprendemos no passado até hoje... e ver como o podemos projetar na atualidade e no futuro", explica Carolina Godayol, diretora do The History Channel Iberia, em conversa com o SAPO Mag.

Nestes 20 anos, o canal História foi visto por mais de 10,5 milhões de espectadores em Portugal e emitiu cerca de 1900 séries. "Em 20 anos, fomos vistos por mais de 10,5 milhões de portugueses e transmitimos cerca de 1900 séries. Além disso, produzimos mais de 150 horas de conteúdos, de produção própria - foram 100 programas diferentes", explica.

"Ao longo deste 20 anos, acho que transmitimos conteúdos relevantes para analisar os fenómenos do passado e para analisar o presente", frisa Carolina Godayol, acrescentando que o canal está sempre atento aos temas que marcam a atualidade. "Passamos estes 20 anos a construir uma grande oferta de programação e a apostar na qualidade. Verdade, entretenimento e qualidade de produção são os três pilares do nosso projeto e podem-nos levar a todos a chegar ainda mais longe", acrescenta.

Para celebrar os 20 anos, o Canal História vai apostar em novos conteúdos. "Para estes 20 anos, construímos uma programação que vai estar em destaque ao longo de todo o ano. Durante 2019 e 2020, vamos estrear uma programação especial para o público português - este especial arranca a 20 de março com a estreia de 'O Último Neandertal'. A partir daí, vamos estrear grandes produções com distintas temáticas", sublinha.

"A II Guerra Mundial Desconhecida", "Leonardo e o retrato perdido", "Pasteur e Koch, a carreira contra os micróbios", "Matar uma Rainha" e "A História de Gulag"  são alguns dos destaques do canal, que incluí também 20 peças de produção própria, das quais participaram 20 personalidades portuguesas de diferentes áreas e projeção internacional, como a Especialista Educação Financeira – MoneyLab, Bárbara Barroso, a Investigadora Instituto de Medicina Molecular, Diana Prata, o Médico e Presidente AMI, Fernando Nobre, o Presidente Cruz Vermelha Portuguesa, Francisco George, o Presidente Fundação para a Ciência e Tecnologia, Paulo Ferrão ou o Presidente Grupo Nabeiro - Delta Cafés,

"Rui Nabeiro, entre outros, que dão o seu testemunho sobre a evolução da sua área de conhecimento e revelam as medidas que tomariam no presente para tornar o mundo um lugar melhor", explica o canal em comunicado.

"Além disso, assente no tema #HISTÓRIADOFUTURO, os testemunhos serão guardados numa cápsula do tempo, como um legado, para que possam ser abertos daqui a 20 anos pelo canal e verificar se as previsões de cada uma das personalidades foram cumpridas", acrescenta o canal História.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.