Pela trigésima vez, na Fundação da Casa de Mateus agosto é o mês de “reencontro em torno da música barroca”.

“Num ano especial, os Encontros Internacionais de Música conhecem uma edição especial, redonda, adaptada aos tempos, mas sempre fiel à sua tradição de lugar de celebração do património musical da Casa e da transmissão de conhecimento e sensibilidade entre artistas”, afirmou a organização, em comunicado.

Segundo a fundação, a edição desde ano prolonga-se até ao dia 22 de agosto e, devido à condições impostas pela pandemia, será limitada aos cursos de canto barroco, flauta de bisel e música de câmara.

Nos encontros vão participar, de forma presencial ou virtual, cerca de 20 alunos oriundos de vários países e, ao longo de 10 dias, os cursos serão ministrados pela soprano argentina María Cristina Kiehr, pelo flautista português António Carrilho, pelo maestro brasileiro Ricardo Bernardes e pelo cravista espanhol Diego Fernández

Aos fins de tarde, de quinta-feira, dia 13, e no fim de semana de 20, 21 e 22, a capela da Casa de Mateus recebe a programação de concertos.

Segundo a organização, o guitarrista Francesco Luciani apresentará um concerto comemorativo dos 500 anos da viagem de circum-navegação, interpretando algumas das peças que Fernão de Magalhães terá ouvido antes de partir.

María Cristina Kiehr, António Carrilho e Diego Fernández juntar-se-ão no concerto “Maestri Virtuosi” e, a terminar o curso, será a vez dos alunos, muitos deles já profissionais, outros estudantes de níveis avançados, partilharem os repertórios que serviram de matéria ao seu trabalho, em dois concertos finais.

Numa colaboração com o Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, da Universidade Nova de Lisboa, realizar-se-á uma Jornada Musicológica, na qual o musicólogo Manuel Pedro Ferreira falará do Missal de Mateus e Ricardo Bernardes abordará os repertórios barrocos em trânsito entre Portugal e o Brasil.

Devido à limitação das lotações, por causa das regras sanitárias, o acesso aos concertos é feito mediante reserva prévia.

O palácio de Mateus, finalizado em 1744 e reconhecido como monumento nacional desde 1910, é uma das principais atrações turísticas de Vila Real.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.