A Festa do Fado, anunciada na quarta-feira como iniciativa da Associação das Casas de Fado de Lisboa (ACFL), foi adiada "para a segurança de todos os intervenientes", disse hoje a organização, que não revela novas datas.

No comunicado, lê-se que "não é um cancelamento, é um voltamos em breve", mas não são adiantadas novas datas.

A Festa do Fado estava previsto decorrer nos fins de semana de 28 a 31 de outubro, de 5 a 7 e de 12 a 14 de novembro, em "mais de 20 casas" de fado em Lisboa, visando aproximar os portugueses a estes espaços culturais, como explicou à agência Lusa Pedro de Castro, da ACFL.

No comunicado hoje divulgado, lê-se que "a Câmara Municipal de Lisboa decidiu em concordância com a organização, e todos os seus parceiros que este seria o melhor caminho para a segurança de todos os intervenientes: a produção, os artistas, as casas de fado e, claro, os espectadores".

Esta festa insere-se no protocolo entre a Câmara de Lisboa e a ACFL, assinado em agosto último, e que incluiu um apoio financeiro de 574 mil euros.

Segundo o protocolo, a ACFL colabora "na implementação e desenvolvimento de várias iniciativas para promoção do Fado".

A ACFL propunha-se a desenvolver "duas iniciativas relevantes para o objetivo de promover o Património Cultural Imaterial da cidade e apoiar as casas de fado de Lisboa", a produção de um magazine televisivo dedicado ao Fado e a realização da Festa do Fado.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.