Mais de 100 mil pessoas juntaram-se na frente do Palco Mundo do Rock in Rio Brasil esta sexta-feira, dia 27 de setembro, pouco depois da meia-noite. O motivo? A estreia de Drake em solo brasileiro. Antes de o cantor subir a palco, Alok, Bebe Rexha e Ellie Goulding tiveram a missão de animar os festivaleiros.

Um pouco depois da hora marcada e depois da chuva dar tréguas por alguns minutos, Drake subiu ao Palco Mundo do Rock in Rio Brasil. No arranque do concerto, o canadiano fez questão de lembrar e relembrar que era a primeira vez que estava a atuar no país.

"Voei 14 horas para estar aqui", disse, prometendo aos fãs "a melhor festa de todas".

"Started From the Bottom", "Jumpman" e "Both" abriram o concerto, com o rapper a confessar que estava nervoso em relação ao espetáculo devido à chuva - nas redes sociais, Drake explicou ainda que não permitiu que o concerto fosse transmitido devido ao estado do tempo.

Entre temas mais e menos populares, Drake foi aquecendo a multidão sem grandes esforços. "Passionfruit" foi um dos primeiros singles mais ovacionados pela multidão, mas a euforia total chegou na reta final do concerto - a parte favorita do cantor, confessou.

"Hold On, We're Going Home", "Controlla", "Work", de Rihanna, "One Dance" e "Hotline Bling" foram servidos sem pausas - apesar da chuva intensa, o público dançou e cantou os temas do início ao fim.

Antes do adeus final, houve ainda tempo para "In My Feelings", "No Guidance" ou "Sicko Mode".

Para o final ficou um dos maiores sucessos da carreira do músico. "God's Plan" fechou a festa de Drake no Rock in Rio, sendo um dos temas mais celebrados da noite, com a multidão a oferecer o coro perfeito para o tema.

"Estive em vários sítios e vi várias caras. Este foi o melhor público da minha carreira", confessou Drake na despedida, pedindo ao público que abraçasse um desconhecido. 

Durante mais de uma hora e meia, passeou pelos seus maiores sucessos e por temas menos populares - o alinhamento certeiro e equilibrado foi um dos grandes trunfos do concerto no Rock in Rio Brasil. Do início ao fim, o rapper foi o comandante da multidão e um verdadeiro entertainer - o carisma, a simpatia, os elogios ao público e a entrega conquistaram as mais de 100 mil pessoas que se juntaram na Cidade do Rock.

A julgar pela emoção no final do concerto, a estreia de Drake no Brasil não podia ter corrido melhor. E já ficou a promessa de um regresso no futuro: "Esta pode ser a minha primeira vez aqui, mas não será a minha última".

Antes de Drake subir ao Palco Mundo da Cidade do Rock do Rio de Janeiro, Ellie Goulding animou a multidão. Durante uma hora, a cantora britânica, que foi escolhida para substituir Cardi B, desfilou todos os seus principais sucessos. Apesar da chuva, os festivaleiros não arredaram pé - muitos deles entraram na festa apesar de estarem apenas a "guardar lugar" para o concerto do rapper.

"Aftertase" foi o tema escolhido para abrir o concerto no maior palco do Rock in Rio. Seguiram-se "Animal", "I Need Your Love" e "Outside", garantido um arranque com garra e que prendeu a atenção do público.

Depois de alguns singles menos populares no meio do alinhamento, Ellie Goulding despediu-se da 'Cidade Maravilhosa' com uma mão cheia de sucessos - "On My Mind", "Anything Could Happen", "Lights", "Burn" e "Love Me Like You Do" fizeram os fãs soltar a voz.

Antes de Ellie Goulding, Bebe Rexha subiu ao Palco Mundo do Rock in Rio Brasil e trouxe consigo os seus principais sucessos - e, Myself & I", "I'm a Mess" e "I Got You", além de versões - "The Monster", de Eminem, e "Better Now", de Post Malone, não ficaram de fora do concerto.

Ao início da tarde,  Alok teve a missão de abrir o Palco Mundo. No festival, o DJ brasileiro apresentou um set repleto de temas comerciais, incluindo "Titanium", "It's My Life", "Mi Gente", "Better Off Alone" e "Old Town Road".

Este sábado, dia 28 de setembro, os Foo Fighters têm a missão de fechar o Placo Mundo na Cidade do Rock. "Da última vez que estiveram no Rock in Rio, em 2001, os Foo Fighters fizeram uma apresentação contagiante. (...) Agora, o público poderá mais uma vez cantar a uma só voz os hinos que os Foo Fighters acumulam em mais de 20 anos de carreira", lembra a organização.

Os Weezer, Tenacious D e CPM 22 +Raimundos também prometem contagiar o público no segundo dia do Rock in Rio Brasil.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.