Os cinco finalistas da 26.ª edição do concurso, criado em 1994, foram escolhidos em oito eliminatórias, que decorreram em Oeiras, Portimão, Aveiro, Sesimbra, Castelo Branco, Viseu, Tabuaço e Figueira da Foz.

MEMA., segundo a organização do concurso, é “a desconstrução da folk, assim como a sua colisão com o indie eletrónico e a música pop”.

“Armada de uma bagagem tanto clássica quanto eletrónica, a artista busca o tradicional do Portugal mais esquecido”, lê-se numa publicação na conta oficial do Termómetro na rede social Facebook.

Já Synik (Gerald Mugwenhi) “começou o percurso no rap, devido ao desejo de contar a sua própria história através do hip-hop”.

“Com uma abordagem introspetiva, os seus temas são diversos, desde reflexões pessoais a letras com um forte teor político. O seu álbum de estreia, ‘Sin City’, foi considerado um dos projetos de hip-hop mais bem-sucedidos a sair de Zimbabué”, refere a organização.

Tyroliro cria música que tem como “grande inspiração eletrónica, dance, pimba clássico, grupos corais e o pop rock psicadélico”. “O nome Tyroliro é adotado do seu avô materno, por ser muito festivo, ébrio e de bater com o pé no chão quando se encontrava em êxtase por alguma razão”, lê-se numa publicação.

Evaya é uma artista que na música que cria “funde pop e eletrónica experimental numa abordagem intimista, tudo isto composto por sons que a rodeiam no dia-a-dia”.

A sonoridade dos Smoke Hills (Francisco Trindade, Pedro ‘Patcho’ Vieira, Rogério Peixinho e André Domingues) “é destacada por uma lírica introspetiva, que esmiúça os pensamentos que desassossegam o Homem, com beats [batidas, em português] ‘boom bap’ fundidos com diversos estilos”.

A final está marcada para as 22:00 de sábado no Lisboa ao Vivo e terá como convidado especial Noiserv.

O vencedor do 26.º Festival Termómetro terá atuações asseguradas nos festivais Alive (que decorre entre 06 e 09 de julho no Passeio Marítimo de Algés, concelho de Oeiras) e Bons Sons (que irá acontecer entre 11 e 15 de agosto na aldeia de Cem Soldos, Tomar), vai gravar um ‘videoclip’ e terá acesso a 20 horas de gravação em estúdio.

Desde 1994 participaram no Festival Termómetro mais de 500 bandas e artistas, entre os quais Ornatos Violeta, B Fachada, Capicua, DJ Ride, Mazgani, Ana Bacalhau, David Fonseca, Noiserv, Richie Campbell, Whales, Salto e Tatanka.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.