Antes da final do  Festival Eurovisão da Canção, que decorreu no sábado, 12 de maio, na Altice Arena, em Lisboa, Salvador Sobral voltou a criticar o concurso. "O problema deles é que têm de cantar sempre igual. E, ainda por cima, o que cantam é m****", começou por dizer o cantor na rubrica "Dário de Bordo", da RTP1.

Já sobre o fim do seu "mandato" como vencedor do festival, Salvador Sobral frisou que seria o início da sua era de músico. "É o funeral do Salvador Eurovisão e o nascimento do Salvador músico. Era assim que eu gostava que fosse vista a coisa", admitiu.

O músico falou ainda sobre a fama. "Adoro ir a Paris, onde ninguém me conhece. Eu estou lá e as pessoas tratam-me mal. Gosto de ser mal tratado pelos empregados de mesa. Uma coisa que aqui não acontece, e ainda bem. Mas eu vivo num mundo que não é real, onde toda a gente tem excesso de zelo comigo", disse.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.