Esta exposição da artista portuguesa vai abrir no próximo dia 20 de setembro, e ficar em Paris até 16 de novembro, anunciou a Galeria Jeanne Bucher Jaeger.

Entre as obras mostradas estão "Le jeu de cartes" (1937), "Composition aux damiers bleus" (1949), "Figure de ballet" (1948) e "Mémoire" (1966).

As obras vão depois seguir para Londres onde serão exibidas entre o fim de novembro e fevereiro, na galeria Waddington Custot, e para Nova Iorque, onde serão mostras de março a maio de 2020, na Galeria Di Donna.

Segundo o comunicado enviado à agência Lusa pela galeria Jeanne Bucher Jaeger, esta exposição visa "explorar a perspetiva única de Vieira da Silva sobre o espaço através da poesia e da semi-abstração das suas composições".

A galeria lembra que Jeanne Bucher foi a primeira galerista a expor o trabalho de Vieira da Silva em Paris e que a pintora manteve uma relação de fidelidade com esta galeria até à sua morte, em 1992.

A galeria Jeanne Bucher Jaeger foi fundada por Jeanne Bucher, em 1925, que começou por abrir uma livraria de obras estrangeiras, quando chegou a Paris, porque tinha muitos amigos escritores e poetas, dedicando-se depois às artes plásticas, expondo trabalhos de Kandinsky, Giacometti, Léger, Picasso, assim como Vieira da Silva.

Além de dois espaços de exposição em Paris, esta galeria está também presente no Chiado, em Lisboa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.