Jude Law e outros atores britânicos visitaram no domingo o acampamento de refugiados conhecido como "Selva" de Calais (norte da França), onde leram aos cerca de 200 migrantes textos de refugiados para alertar a opinião pública britânica sobre a situação dos menores não acompanhados.

A iniciativa soma-se à carta aberta enviada recentemente a David Cameron e assinada por uma centena de personalidades, incluindo Idris Elba e Benedict Cumberbatch. Esta carta pedia ao primeiro-ministro para acolher os menores que vivem em Calais e que têm família no Reino Unido.

Jude Law, que atuou em "A.I. - Inteligência Artificial", "Sherlock Holmes" e "Grand Budapest Hotel", chegou pouco depois do meio-dia à "Selva", onde 3.700 migrantes, segundo dados das autoridades francesas, vivem na pobreza.

O ator caminhou pelo acampamento cheio de lama resultado das chuvas e dirigiu-se para a Good Chance Theatre, criado por voluntários ingleses.

Diante de uma plateia de cerca de 200 migrantes, Jude Law e outros atores britânicos, incluindo Tom Odell e Tom Stoppard, leram cartas de migrantes presentes na "Selva".

O espetáculo, que foi traduzido simultaneamente para o árabe, curdo, pashtu e farsi pelos membros de associações, foi saudado com aplausos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.