O Cultura em Expansão, cuja décima edição foi hoje apresentada, foi criado pela Câmara Municipal com o propósito de promover a fruição gratuita de cultura e arte por públicos distintos e em territórios diversificados, envolvendo em anos recentes as zonas da Bouça, Campanhã, Pasteleira e Miragaia.

A par do lado mais visível do calendário com mais de 50 espetáculos e eventos, “este programa também lançou as bases para a modificação da relação entre as pessoas e os lugares – os seus e aqueles que visitam”, afirmou o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, no programa divulgado hoje.

O autarca sublinhou “o trabalho de proximidade com a comunidade”, com a participação de várias entidades, como associações de moradores e os coletivos artísticos Sonoscopia (Bouça), Teatro do Frio (Pasteleira), Visões Úteis (Campanhã) e Confederação (Miragaia).

O programa começa no dia 9 em Miragaia com o espetáculo de teatro “Massa Mãe”, no qual a autora, Sara Inês Gigante, “esmiúça parte da sua identidade” minhota para refletir sobre “alguns hábitos, pensamentos ou práticas tradicionais”.

Ainda em março, por exemplo, o coletivo feminino CRUA estará cinco dias na Pasteleira com um repertório de música tradicional ibérica que interpretará em troca de receitas, culminando o trabalho com um almoço comunitário com os moradores.

Em abril, o deputado Rui Tavares dará uma conferência para crianças sobre democracia e em maio o Teatro da Didascália apresenta “Guarda Mundos”, um espetáculo construído a partir de um guarda-fatos, “símbolo de refúgio na infância, capaz de atrair a curiosidade das crianças e as catapultar para o universo da imaginação”.

Em junho, o percussionista Philip Lang andará pelos quatro territórios do Cultura em Expansão com o Klangbus, “um antigo camião convertido num espaço de concertos móvel” no qual os espectadores são convidados a entrar.

A partir de setembro, o Teatro Experimental do Porto retoma o espetáculo "Manda os teus pais passear" e, em novembro, a investigadora Maria José Lobo Antunes lança o projeto "Miragaia foi à Guerra" e o Grupo Operário do Ruído apresenta "Obras Portuenses da Década de XX", encomendadas a Olívia Sílvia, António Pinho Vargas, Carlos Guedes e Pedro Junqueira Maia.

O Cultura em Expansão, que se estende até dezembro, contará ainda com concertos de nomes como Bandua, Tomás Wallenstein, Tim, Dada Garbarek com o Coro Lira e o Space Ensemble que criou “uma banda sonora original e improvisada para jogos de futebol ao vivo”, e que contará com “um relatador profissional”.

Toda a programação pode ser consultada em culturaemexpansao.pt.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.