O festival decorre até domingo, 01 de julho, apresentando, ao todo, 75 horas de música, 55 bandas de 20 nacionalidades diferentes, num total de mais de 260 músicos a atuar em nove palcos montados em vários pontos da zona histórica de Loulé.

Sampladélicos, Los Mirlos, Metá Metá, Sam Alone, Gaiteiros de Lisboa e Vurro são outros nomes para o primeiro dia, num cartaz que, este ano, inclui também o coletivo Dub Inc (França), La Pegatina (Espanha), Gato Preto (Moçambique/Gana/Portugal) e os portugueses Melech Mechaya e Sara Tavares.

Bruno Pernadas, Ricardo Martins, Riding a Meteor, Selecta Alice e Irmãos Makossa são outros músicos portugueses do programa, que, até domingo, conta ainda com Bitori e Chando Graciosa (Cabo Verde), Tribali (Malta), Ifriqiyya Electric (Tunísia) e Hañba! (Polónia).

Além dos espetáculos de música, o recinto contará diariamente com cinco grupos de animação de rua, havendo ainda quatro exposições e 80 expositores de artesanato.

O Festival MED está integrado na plataforma Portuguese Summer Festivals, do Turismo de Portugal, ao lado de mais sete dos maiores festivais do país.

Nos dois últimos anos, o Festival MED recebeu o prémio de Melhor Festival de Música de Média Dimensão da Península Ibérica, nos Iberian Festival Awards.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.