"Carlos Ruiz Zafón, Barcelona, 1964 - Los Angeles, 19 de junho de 2020", lê-se na página dedicada ao autor, no portal da editora, que revelou que o escritor padecia de cancro.

"Hoje é um dia muito triste para toda a equipa da Planeta, que conheceu e trabalhou com o escritor durante 20 anos, ao longo dos quais se forjou uma amizade que transcende o profissional", pode ler-se ainda no mesmo comunicado.

Zafón morreu, mas continuará "muito vivo através dos seus livros", conclui a editora.

Carlos Ruiz Zafón é autor de romances que são sucessos de vendas, em particular "A Sombra do Vento", primeiro volume da série "O Cemitério dos Livros Esquecidos", ao qual se seguiram "O Jogo do Anjo", "O Prisioneiro do Céu" e "O Labirinto dos Espíritos".

Com "A Sombra do Vento", traduzido em mais de 40 línguas, Carlos Ruiz Zafón venceu em 2006 o prémio Correntes de Escritas/Casino da Póvoa de Varzim e, numa mensagem de agradecimento na altura àquele prémio literário, dizia que o romance era "uma pequena carta de amor à arte da narrativa, ao ofício de criar e contar histórias, uma homenagem a quem as constrói palavra a palavra".

O mesmo romance, que segundo a agência noticiosa Efe já vendeu dez milhões de exemplares, valeu ao escritor catalão outras distinções em Espanha e em França.

Nascido em Barcelona, em 1964, foi educado num Colégio Jesuíta, cursou jornalismo, trabalhou em agências de publicidade e editou o primeiro romance, “O príncipe da neblina”, em 1993, tendo ganhado o Prémio juvenil Edebé.

O escritor vivia há mais de duas décadas em Los Angeles, Califórnia, onde escreveu romances e argumentos para cinema.

Em Portugal está publicada grande parte da obra do escritor catalão, incluindo ainda o romance "Marina" e os títulos "O Palácio da Meia-Noite" e "As Luzes de Setembro", também reunidos, juntamente com "O Príncipe da Neblina", na intitulada "Trilogia da Neblina", para leitores mais jovens.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.