Este primeiro de dois espectáculos da digressão "Bloco na Rua", em Lisboa, trouxe-nos Ney no auge da sua resplandecência. O poder vocal do cantor perfez a atmosfera do Coliseu e sua excelente acústica de maneira sublime.

Com movimentos totalmente sensuais e uma vestimenta primorosa, o artista reafirmou-se atemporal na sua classe e demonstrou que estar perto de completar 80 anos é apenas um detalhe da sua longa e formidável carreira musical.

O seu olhar provocador e a sua subtileza pareciam hipnotizar o público presente. Temas como "Bloco na Rua”, “Jardins da Babilónia”, “Já Sei”, “Tua Cantiga”, “Iolanda”, “O Beco” e "Último dia" fizeram com que o músico fosse ovacionado no recinto centenário da capital lisboeta.

Há algo na voz de Ney Matogrosso que nos toca aos ouvidos de uma forma absolutamente memorável e excecional. Que ele possa abrilhantar os requintados palcos do mundo por muitos e muitos mais anos.

Nesta atuação em específico, ficou como maior destaque a presença em palco totalmente elegante e magnificente de um dos maiores talentos perfomáticos que o Brasil já teve.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.