A canção, que combina sons de banjo com batidas eletrónicas e tem a participação de Billy Ray Cyrus, superou o recorde de 16 semanas que pertencia a "One Sweet Day", de Mariah Carey (1996), e "Despacito", de Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (2017).

Após a 17ª semana na lista Billboard Hot 100, a canção registou 72,5 milhões de reproduções nos Estados Unidos e 46 mil downloads pagos. Esses números também superam os da estrela pop emergente Billie Eilish, cuja canção "Bad Guy" ocupou o segundo lugar durante sete semanas.

Após se destacar na rede social de vídeos TikTok, Lil Nas X, de 20 anos, ficou famoso após a sua canção tirar Ariana Grande da lista da Billboard em abril. Também impediu a chegada ao topo de estrelas da pop como Bieber e Taylor Swift.

Desde então, Lil Nas X tem lançado novas remisturas do tema, especialmente com a versão com a estrela da country Billy Rae Cyrus, que é a que está na liderança da lista da Billboard.

Na semana passada, Lil Nas X disponibilizou outra nova versão na qual participa um elemento do grupo sul-coreano BTS.

A sua ascensão à fama foi acompanhada por controvérsias depois que a Billboard ter removido a canção da lista de country, ficando na de rap, o que provocou acusações de que que o trabalho do músico de Atlanta tinha sido rotulado pelo facto de ele ser negro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.