No ano passado, quando lançou o álbum "To Syria, with love" e atuou em Gaia, o músico contou à agência Lusa o disco tinha "muita dor e reflexão sobre aquilo que se está a passar [no país]", mas também "muitos temas bonitos".

"As letras neste álbum são sobre a minha casa, a minha terra e não há qualquer referência a política. Isto é apenas poesia sobre a nossa tristeza coletiva e saudade de casa", explicou.

Nascido no nordeste da Síria, onde a diversificação se faz sentir devido à presença de comunidades sunitas, curdas, árabes e turcas, Omar Souleyman não crê que este fator contribua para a sua música, mas apenas a sua "realidade". Vive atualmente na Turquia.

Foi nos anos de 1990 que o músico começou a sua carreira, atuando sobretudo em casamentos, gravando cassetes com as atuações ao vivo, que oferecia aos casais e vendida em quiosques locais.

Depois de ter sido descoberto por um músico californiano, que conseguiu distribuir as compilações através de uma editora independente norte-americana, a notoriedade internacional de Souleyman ultrapassou a que tinha no próprio país, o que lhe abriu as portas dos maiores palcos internacionais.

Newsletter

Os melhores filmes, as séries mais populares e a música que tem mesmo de ouvir. Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.