A Orquestra Filarmónica afirmou que tomou a decisão por conselho das autoridades médicas. Os teatros da Broadway e a Metropolitan Opera adoptaram recentemente medidas semelhantes.

A entidade prometeu continuar a oferecer conteúdo digital gratuito e disse que em breve irá anunciar uma série de concertos pré-gravados por pequenos grupos de membros da orquestra para o inverno e a primavera.

O cancelamento de uma temporada inteira "não é apenas inédito, é devastador tanto para o estado de espírito dos músicos quanto do público, e tem profundas consequências económicas", disse a presidente da Orquestra Filarmónica de Nova Iorque, Deborah Borda, em comunicado. Mas "não há outra opção", acrescentou.

Segundo Borda, a instituição pretende aproveitar o cancelamento da temporada para adiantar obras de 550 milhões de dólares que começariam apenas em maio de 2022, a terceira etapa de uma grande renovação.

À espera da nova temporada, a Orquestra Filarmónica está a planear para a primavera de 2021 o regresso do projeto Bandwagon, que consiste em pequenos espetáculos externos em diferentes partes da cidade.

A primeira edição, realizada em agosto, foi um grande sucesso, embora o local do concerto não tenha sido divulgado com antecedência para evitar grandes aglomerações.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.