Paul McCartney apresentou esta quarta-feira, 18 de janeiro, com uma ação em Nova Iorque contra a Sony ATV Music Publishing para recuperar os direitos de autor de algumas canções dos Beatles. A batalha judicial pode ter consequências importantes para a indústria discográfica.

Segundo a legislação norte-americana de proteção dos direitos de autor de 1976, os artistas podem recuperar os direitos das suas obras 35 anos depois da primeira edição, ou até 56 anos para obras anteriores a 1978.

Em 2018, completam-se 56 anos desde que os Beatles editaram o seu primeiro single, "Love Me Do".

De acordo com o processo, McCartney solicitou à  Sony ATV Music Publishing que reconhecesse as notificações dos Beatles de que planeava terminar com os contratos sob a legislação norte-americana, mas que "se negaram a dar tal confirmação".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.